Clique e assine por apenas 7,90/mês

Lei Seca ganha reforço no Carnaval do Rio

Além da blitz de fiscalização, entram em cena este ano as operações móveis, além de ações educativas nos maiores blocos de rua

Por Redação VEJA RIO - Atualizado em 20 fev 2020, 12h45 - Publicado em 20 fev 2020, 12h44

A Operação Lei Seca vai reforçar as ações de fiscalização e conscientização durante o Carnaval. O esquema especial vai de sexta (21) até a quarta-feira de cinzas (26) e vai contar com todo o efetivo nas ruas. Ao todo, serão noventa ações no período, incluindo blocos, praias e até cachoeiras, tanto na capital fluminense quanto na região metropolitana e no interior.

Além da blitz de fiscalização, entram em cena este ano as operações móveis da Lei Seca, além de ações educativas nos maiores blocos, a exemplo de Banda de Ipanema (sábado), Cordão da Bola Preta (sábado),Sargento Pimenta (segunda) e Fervo da Lud (terça).

Pela terceira vez consecutiva, a Operação Lei Seca estará na Sapucaí a fim de realizar o teste do bafômetro nos motoristas dos carros alegóricos, em todos os dias de desfile. O objetivo é prevenir possíveis acidentes como o ocorrido em 2017.

Publicidade