Clique e assine por apenas 4,90/mês

Juíza manda Escola Britânica reintegrar aluno expulso

O jovem, acusado de fumar um cigarro com "algo a mais", voltou às aulas nesta semana

Por Redação VEJA RIO - Atualizado em 15 jun 2018, 19h52 - Publicado em 15 jun 2018, 19h49

A juíza Mônica de Freitas Lima Quinderé, da 5ª Vara Cível do Rio, determinou que a Escola Britânica reintegre um aluno do último ano expulso por fumar um cigarro com “algo a mais” junto de cinco colegas durante uma excursão do colégio em maio. De acordo com a família, o jovem não teve a chance de se defender das acusações e a escola foi “desumana” ao expulsá-lo a cinco meses de completar os estudos.

A defesa do jovem, que estuda na instituição há 12 anos, diz ainda que a e expulsão baseou-se em “mero achismo e na ausência de qualquer meio legal de prova”. A coluna do jornalista Anselmo Gois no Globo informou nesta sexta (15) que o colégio já cumpriu a decisão judicial e o aluno voltou ás aulas nesta semana.

Publicidade