Clique e assine com até 65% de desconto

Jorge Picciani influenciou do governo Brizola a Rio 2016

Levado em condução coercitiva nesta terça (14), Jorge Picciani preside o partido que há 13 anos ocupa o Palácio Guanabara

Por Redação Veja Rio Atualizado em 14 nov 2017, 20h38 - Publicado em 14 nov 2017, 20h29
Marcelo Theobald/Agência O Globo

No final da década de 1990, era comum ver galhardetes de Picciani em Anchieta, Guadalupe e outros bairros do subúrbio carioca. Vinte anos depois, o sobrenome de origem italiana deixou de representar uma liderança local para se tornar um dos clãs mais poderosos da cena política fluminense. Do governo Brizola a Rio 2016, não houve acontecimento relevante no estado do Rio que não contasse com a participação do patriarca ou dos herdeiros Leonardo e Rafael. Levado em condução coercitiva nesta terça (14) pela Polícia Federal, Jorge Sayed Picciani é pai de um ministro, preside o partido que há 13 anos ocupa o Palácio Guanabara e apoiou 5 dos últimos 6 governadores eleitos.

Confira abaixo uma linha do tempo com os fatos mais importantes da vida política do principal cacique da assembleia legislativa fluminense:

  • Publicidade