Continua após publicidade

Ingresso para desfiles na Sapucaí vão começar a ser vendidos em dezembro

Venda será realizada por meio de site. Prefeitura também deu detalhes sobre a organização dos blocos de rua no próximo ano

Por Redação
Atualizado em 17 out 2023, 14h59 - Publicado em 17 out 2023, 14h57

Em coletiva nesta segunda (16), que reuniu o prefeito Eduardo Paes e outras lideranças ligadas ao Carnaval carioca, foram anunciados mais detalhes sobre como serão os desfiles das escolas de samba e os cortejos de rua em 2024. De acordo com o diretor da Liesa, Gabriel David, a venda de ingressos para as arquibancadas da Marquês de Sapucaí terá início em dezembro. A compra deverá ser feita por meio da plataforma Ticketmaster, que deverá manter os preços em relação a 2022.

Fogos ao som de orquestra e mais novidades para o Réveillon 2024

Será a primeira vez que todos os ingressos serão vendidos via internet, gerenciadas por uma única empresa, dos camarotes às arquibancadas e frisas. “Esse novo formato da venda de ingressos é fundamental para criar uma nova linha de receita para o Carnaval, uma linha de receita direta para as escolas de samba”, frisou Gabriel David.

Todos os camarotes já foram vendidos e em breve será anunciada a data da venda das demais entradas. Os foliões poderão baixar o ingresso digital por meio do aplicativo Rio Carnaval, disponível para Android e IOS.

Compartilhe essa matéria via:

Quanto ao Carnaval de rua, a Dream Factory, que também organiza o Réveillon 2024, vai promover o evento nos próximos três anos. A empresa dará suporte a mais de 400 desfiles ao longo da festa, organizando a disposição de banheiros químicos, postos médicos, ambulâncias, coleta seletiva, tráfego, sinalização e informação turística sobre a cidade, além da inscrição de promotores de venda.

Os preparativos para a festa começaram ainda em junho deste ano, quando a Riotur antecipou o caderno de encargos pela primeira vez, definindo os projetos para 2024, 2025 e 2026. Uma das mudanças de planejamento que a Dream Factory deverá implementar nos próximos anos será a o aumento de banheiros químicos. Em 2024, serão 34 mil diárias, contra 32,5 mil deste ano.

+ Aos 210 anos, Teatro João Caetano, no Centro, vai passar por reformas

A prefeitura também unificou neste ano a emissão do documento preliminar de autorização dos blocos. “Agora, os responsáveis pelos blocos não precisam ir em diversos órgãos da Prefeitura, basta irem na Riotur. Posteriormente, pela legislação estadual, é preciso ir nos órgãos do Governo do Estado. Nós já estamos com quase 90% das autorizações de documentos preliminares no que tange o município entregues para cada bloco”, conta o diretor de operações da Riotur, Gustavo Mostof.

Continua após a publicidade

Segundo o prefeito Eduardo Paes, a tendência é que a quantidade de blocos se mantenha em relação ao ano passado, quando 416 grupos realizaram 465 desfiles autorizados. O critério para aprovação dos pedidos levará em conta a história de cada bloco e a relação deles com a região onde querem desfilar. O prefeito também criticou o aumento de blocos comerciais na cidade, que geralmente buscam áreas mais nobres, e ressaltou que a ideia é ampliar a participação de grupos em outras regiões.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Além dos blocos e dos tradicionais desfiles no Sambódromo, o público poderá curtir shows no Terreirão do Samba, os Blocos de Embalo e os desfiles na Intendente Magalhães. Segundo a prefeitura, os bailes populares também serão ampliados, com um maior número de palcos. Em 2023, foram 16 palcos, que receberam shows nos 4 dias de festa.

 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.