Continua após publicidade

Aos 210 anos, Teatro João Caetano, no Centro, vai passar por reformas

Casa de espetáculos mais antiga em atividade fechará por seis meses a partir de dezembro para que seja feita a restauração da parte elétrica

Por Redação VEJA RIO Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
16 out 2023, 16h51

Mais antiga casa de espetáculos em atividade no país, o Teatro João Caetano, que acaba de completar 210 anos no último dia 12, irá passar por uma grande reforma. Para isso, o espaço será fechado em dezembro e permanecerá de portas cerradas por seis meses.

A gestão do espaço, que fica na Praça Tiradentes, no Centro, é realizada pela Fundação Anita Mantuano de Artes do Rio (Funarj), vinculada à secretaria estadual de Cultura e Economia Criativa, que promete a restauração de toda a parte elétrica do teatro. Segundo o diretor do teatro, Marcos Edom, a do tipo última foi realizada em 1976, há quase 50 anos.

+ Prefeitura aguarda liberação do MP para recuperar duna na Barra da Tijuca

O espaço passou por três grandes incêndios: em 1824, 1851 e 1856. Do edifício original de 1813, em estilo neoclássico, não restou nada. Seu primeiro nome foi Real Theatro de São João, homenagem ao príncipe regente. Em 1826, teve o nome trocado para Imperial Theatro de São Pedro de Alcântara, em referência ao então regente do país.

Continua após a publicidade

Em 1931, passou a ser o Theatro Constitucional Fluminense, pelo fato de que foi ali que Dom Pedro I leu o decreto no qual Dom João VI dava a sua aprovação à Constituição. Há pouco mais de cem anos portanto, em agosto de 1923, a sala recebeu o nome de João Caetano dos Santos (1808-1863), considerado um dos maiores atores brasileiros de todos os tempos. Ele chegou a dirigir o teatro por um período.

Compartilhe essa matéria via:

Em dezembro de 2022, dois grandes murais modernistas pintados entre 1929 e 1930 por Di Cavalcanti no saguão superior do teatro, Samba e Carnaval, foram completamente restaurados. Mas ainda esperam iluminação adequada para serem expostos ao público.

Continua após a publicidade

Apesar disso, a programação na casa segue de vento em popa. Atualmente, ela recebe às terças o projeto Fim de Tarde, com shows com ingressos de 2,50 a 5 reais. A próxima atração, nesta terça (17), é a cantora baiana Rachel Reis, uma das revelações de 2022.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.