Clique e assine por apenas 3,90/mês

Idosos que moram no Retiro dos Artistas farão teste de Covid-19

A ação é do projeto Miséria que Habita, criado pelo fotógrafo Henrique Campos, que distribui alimentos e kits de higiene a pessoas em vulnerabilidade social

Por Bruna Motta - Atualizado em 14 Maio 2020, 20h13 - Publicado em 14 Maio 2020, 20h12

Neste sábado (16), o projeto Miséria que Habita vai fazer um mutirão de testagem de exame rápido da Covid-19 nos 60 idosos que vivem no Retiro dos Artistas. A iniciativa do fotógrafo Henrique Campos tem como objetivo arrecadar alimentos e materiais de higiene para comunidades carentes no Brasil. Até o momento, mais de uma tonelada de alimentos, além dos kits de higiene, já foram distribuídos para aproximadamente 600 famílias em vários estados do país.

+Covid-19: Vendas no estado do Rio tiveram queda de 36%

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

“Ainda que todos os testes do Ministério da Saúde sejam distribuídos, muita gente ainda não vai ter como saber se está infectado ou não, dando prosseguimento à disseminação do vírus”, reflete o fotógrafo e organizador do projeto. O exame que detecta o vírus no organismo pode levar até dez dias para ficar pronto, uma vez que eles detectam o anticorpo, e não o vírus. Por isso é importante deixar claro que um ambiente testado não está, necessariamente, livre do vírus.

Covid-19: pesquisa dos EUA projeta 21 mil mortes até agosto no Rio+

Continua após a publicidade
Publicidade