Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Fundador do Petisco da Vila, Manoel Sousa morre aos 73 anos

Manelzinho, como era conhecido, vivia isolado há cerca de três anos e morreu nesta quarta (12)

Por Carolina Barbosa Atualizado em 13 ago 2020, 14h42 - Publicado em 13 ago 2020, 12h17

Aos 73 anos, Manoel José Marques de Sousa, mais conhecido como Seu Manelzinho, morreu nesta quarta (12). Fundador do tradicional Petisco da Vila, em 1973, ele costumava se orgulhar de ter transformado um “simples boteco” numa casa histórica da boemia carioca, em Vila Isabel, na esquina da Rua Abaeté com a Avenida Boulevard 28 de Setembro, reduto do samba e de frequentadores como Martinho, Mart’nália e Neguinho da Beija-Flor, para citar alguns exemplos conhecidos.

+Conheça os planos do Brewteco para honrar a memória do Hipódromo

Nos últimos tempos, o português vivia um tanto isolado. Há três anos, o reduto fechou as portas pela primeira vez. Chegou a reabrir sob nova direção, com outro nome, fechou novamente e retomou as atividades em 2019. Atualmente, funciona como Boteco Petisco.

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

 

Continua após a publicidade
Publicidade