Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Segue o baile: festa clandestina em hotel em Copacabana é interditada

Evento no terraço do Pestana, na orla, que já havia sido autuado previamente, foi interrompido na noite desta quarta (17)

Por Carolina Barbosa Atualizado em 18 fev 2021, 12h41 - Publicado em 18 fev 2021, 12h40

Em plena pandemia, as festas clandestinas seguem a todo vapor, apesar da fiscalização. Na noite desta quarta (17), agentes da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) interromperam uma festa no terraço do Hotel Pestana, na orla de Copacabana, na Zona Sul do Rio.

Clandestino, o evento contava com várias pessoas aglomeradas. Em nota, o Pestana Rio Atlântica, pertencente ao maior grupo português do setor, disse que a festa foi organizada por “fornecedor externo”. “O hotel foi contratado por fornecedor externo para ser utilizado para organização de evento, em atenção a todas as regras vigentes estabelecidas pelo Poder Público, em especial da Prefeitura do Rio de Janeiro. Reiteramos o nosso compromisso com as regras emanadas pelo Poder Público, nesta ou noutra matéria inerente ao combate à pandemia, adotando os procedimentos e medidas cabíveis, inclusive junto ao organizador do evento”, diz o comunicado.

pestana
Cobertura do Pestana: aglomeração em pleno Carnaval pandêmico TV Globo/Reprodução

+A festa continua: bairros do Rio têm aglomerações nesta quarta (17)

Mas não é a primeira vez que o empreendimento envolve-se em polêmica. De acordo com as equipes, o espaço já havia sido autuado em 11 de fevereiro. Até a noite de terça (16), os agentes da prefeitura fizeram 521 atendimentos de solicitações recebidas pela central 1746, incluindo aglomerações. Nas inspeções sanitárias, desde sexta (12), foram 32 interdições e 74 multas aplicadas por lotação e descumprimento de outros protocolos sanitários, além da falta de licenciamento.

+Carnaval: será que não tem pandemia no Leblon?

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

 

Continua após a publicidade
Publicidade