Clique e assine por apenas 4,90/mês

Crivella suspende pagamentos de fornecedores a partir de outubro

Queda na arrecadação e a intenção de manter os salários em dia motivaram decisão

Por Redação Veja Rio - 26 set 2017, 14h17

A prefeitura do Rio suspenderá os pagamentos a seus fornecedores a partir do próximo dia (11). A medida foi anunciada na edição desta segunda (25) do Diário Oficial do Município. Segundo especialistas, a queda na arrecadação e a intenção de manter os salários em dia até dezembro foram as principais razões para a suspensão dos pagamentos.

Os órgãos municipais têm até o próximo dia 04 para emitirem notas de empenho. Daí em diante, os gastos da prefeitura ficarão limitados àqueles vinculados a recursos específicos, como os repasses federais nas áreas de saúde e educação. O pagamento de pessoal, programas sociais e despesas ligadas a impostos e dívidas da prefeitura também ficam de fora da moratória.

O anúncio vem após a divulgação de um balanço preocupante na última terça (19). O documento mostrou que, entre maio e agosto, as despesas do município com servidores e pensionistas ultrapassaram R$ 10 bilhões. O montante representa 53,41% da receita corrente líquida da prefeitura, apenas 0,59% do limite permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal para esse tipo de despesa.

Continua após a publicidade
Publicidade