Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Covid-19: número de cariocas com segunda dose em atraso reduz 40%

Percentual foi registrado em uma semana, mas, com estoques baixos, a capital não tem previsão de retomar o calendário de imunização dos adolescentes

Por Redação 3 set 2021, 12h35

Em apenas uma semana, o número de cariocas com atraso para tomar a segunda dose da vacina contra a Covid-19 caiu 40%, de acordo com o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz. No entanto, sem doses o suficiente, a capital não tem previsão de retomar o calendário dos adolescentes, interrompido na última quarta (1º).

+Covid-19: Rio inicia aplicação da terceira dose em idosos nos asilos

A disparada na imunização foi observada após a Prefeitura do Rio anunciar a exigência do comprovante vacinal para acesso a locais de uso comum, a exemplo de cinemas, academias e pontos turísticos . O “passaporte”, que seria exigido já esta semana, foi adiado para o dia 15, em função da instabilidade no sistema ConecteSUS.

Para Márcio Garcia, superintendente de Vigilância em Saúde do Rio de Janeiro, a medida surtiu o efeito esperado: “Desde a publicação dos decretos exigindo o comprovante de vacinação, conseguimos aumentar a busca de pessoas que ainda não haviam se vacinado com a primeira dose e também das pessoas que estavam com a segunda dose em atraso. Isso indica que a estratégia deu certo!”

Ao longo desta semana, o número de internados diminuiu 10% – e a fila de espera por leitos zerou.

Continua após a publicidade

O primeiro decreto foi publicado em 18 de agosto, com exigência da vacinação para servidores públicos municipais. Desde esta semana, está em vigor a determinação de comprovação da vacinação como condicionante para que as pessoas sejam submetidas a cirurgias eletivas nas redes pública e privada; e sejam incluídas ou mantenham acesso ao Programa Cartão Família Carioca. Já no próximo dia 15 de setembro, passam a valer outros dois decretos que estabelecem a obrigatoriedade da vacinação contra a Covid-19 para acesso a uma série de estabelecimentos coletivos, seja para cariocas ou turistas.

+Covid-19: Prefeitura do Rio adia exigência do comprovante de vacinação

A comprovação da imunização poderá ser feita pela certificação digital da plataforma ConecteSUS ou apresentando o comprovante ou caderneta de vacinação em papel. Para ajudar em caso de dúvidas ou divergências sobre o registro de vacinação no ConecteSUS, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS-Rio) criou um canal para atendimento do público vacinado exclusivamente na cidade do Rio. Para registrar sua solicitação, basta enviar o relato do problema, anexando as imagens do comprovante de vacinação, de um documento de identificação com foto e CPF, para o e-mail suporteconectesus@rio.rj.gov.br. As unidades de saúde também continuam atuando na resolução das divergências cadastrais. A pessoa que tiver dúvidas pode procurar o ponto de vacinação onde recebeu a dose, em posse do comprovante de vacinação, do documento de identificação com foto e CPF.

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

 

Continua após a publicidade
Publicidade