Clique e assine por apenas 4,90/mês

Comunidades com UPP têm recorde de tiroteios em março

Levantamento da plataforma Fogo Cruzado mostra que número de confrontos é o mais alto desde o meio do ano passado

Por Luna Vale - Atualizado em 6 abr 2017, 14h00 - Publicado em 6 abr 2017, 13h53

Segundo levantamento da plataforma colaborativa Fogo Cruzado, as comunidades com UPP sofreram com pelo menos 75 tiroteio no mês de março, contra 40 no mês anterior. Este é o maior número registrado desde que o aplicativo foi lançado, em julho de 2016.

Vila Kennedy, na Zona Oeste, e Manguinhos, na Zona Norte, foram as áreas que mais registraram tiros, com oito episódios em cada. Já o Morro da Providência, no Centro, teve o maior número de vítimas, com quatro mortos e quatro feridos, sendo um policial militar.

A Zona Norte foi a campeã de confrontos, com 37, mais de um por dia e mais do que o dobro da Zona Oeste, que vem em segundo com 14 registros. Com 12 tiroteios, as UPPs da Zona Sul ocupam o terceiro lugar, seguido da região central com 11.

Confira abaixo os dados por UPP:

Divulgação/Fogo Cruzado

Fogo Cruzado

Com objetivo de mapear a violência na cidade, o Fogo Cruzado conta com aplicativo e site para que qualquer cidadão compartilhe dados toda vez que presenciar ou ouvir um tiroteio. Ao preencher um formulário simples e seguro, a informação é transformada pelo app em uma notificação em um mapa da região metropolitana do Rio de Janeiro. Para fazer um relatório final, a plataforma analisa dados oficiais da polícia, casos noticiados na imprensa e denúncias de moradores.

 

Continua após a publicidade
Publicidade