Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Sambas estrelados: compositores famosos vencem disputa para o Carnaval 2022

Moacyr Luz e Arlindinho conquistaram dobradinha e são responsáveis pela trilha de duas escolas

Por Redação VEJA RIO Atualizado em 5 out 2021, 10h29 - Publicado em 4 out 2021, 13h32

As doze escolas de samba do Rio já têm suas trilhas definidas para os desfiles na Sapucaí, marcados para 27 e 28 de fevereiro. Metade delas conta com nomes famosos na composição das letras que vão entoar a folia.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Moacyr Luz ganhou as seleções de sambas-enredo da Mangueira, que vai homenagear três dos maiores nomes da escola, Cartola, Jamelão e Mestre Delegado; e da Paraíso do Tuiuti, que prepara uma exaltação das histórias de luta, sabedoria e resistência negra.

Dudu Nobre será um dos responsáveis pelo samba que vai homenagear um de seus maiores ídolos, Martinho da Vila, no desfile da Unidos de Vila Isabel.

+ Iza, Paolla Oliveira e outras rainhas confirmadas para o Carnaval 2022

Continua após a publicidade

Já Arlindinho, junto a Igor Leal, venceu as disputas da São Clemente, que vai trazer para a Avenida a trajetória do ator e humorista Paulo Gustavo; e da Grande Rio, com o tema Exu.

+ Carnaval 2022: cadastro de blocos de rua no Rio ganha novo prazo

A Mocidade Independente de Padre Miguel terá Carlinhos Brown como um dos compositores, levando o enredo “Batuque ao caçador”, que exalta o orixá Oxóssi.

Todo o processo das escolhas foi documentado e será apresentado pela Globo no programa Desafio do Samba, com apresentação de Luis Roberto.

+ Muso das Olimpíadas, Luis Roberto ganha novo programa – e não é sobre esportes

Continua após a publicidade

Publicidade