Continua após publicidade

Clube no Recreio terá Natal exclusivo para cachorros

Veja também uma biografia felina e cuidados com os pets no verão

Por Heloiza Gomes
Atualizado em 2 jun 2017, 12h19 - Publicado em 5 dez 2015, 00h00

Bom pra cachorro

Em 20 de dezembro, às 11 horas, o ParkVeja tam Clube do Totó, no Recreio, abre as portas para a festa de Natal dedicada aos caninos. Haverá Papai Noel, distribuição de presentes (só para os cães), salva de sinos e a presença do Totó Bom Pra Cachorro, personagem encarnado por Marco Antônio Totó, proprietário do espaço — uma área com 4 000 metros quadrados, piscina monitorada, pista de areia, atirador de bolas e equipe de veterinários e adestradores. “Aqui, os cachorros podem tudo. Mas, para os humanos, existem regras”, afirma o dono das vira-­latas Kika e Elvira Lata e do golden retriever Moleque.

Biografia animal

Famoso nas redes sociais, o gato Chico acaba de ganhar uma biografia. Cansei de Ser Gato: do Capim ao Sachê (Intrínseca), de Amanda Nori e Stéfany Guimarães, já está nas livrarias. Em 160 páginas, as autoras, e donas do bichano, traçam a trajetória do animal, desde quando ele foi achado no interior, com pulgas, vermes e ferimentos, até os dias de hoje, como astro da internet. E isso não é exagero. Em julho de 2013, Amanda e Stéfany criaram no Facebook a página Cansei de Ser Gato, na qual Chico “se transforma” em diversos tipos. Já virou leão, Mulher Maravilha e até a atriz Whoopi Goldberg. Com 350 000 seguidores, ele é o gato mais popular da América Latina.

Livro Cansei de Ser Gato: do Capim ao  Sachê
Livro Cansei de Ser Gato: do Capim ao Sachê ()
Continua após a publicidade

Dicas refrescantes

No verão, os cuidados com os pets precisam ser redobrados. Quem faz o alerta é a veterinária Letícia Cazes, que dá dicas para amenizar o sofrimento dos bichos durante a estação. A primeira é deixá-los em lugar fresco, com acesso a áreas externas. Mantenha-os tosados e preste atenção à temperatura da água de beber. Segundo a veterinária, é bom colocar pedras de gelo no líquido, para que ele permaneça fresco. “Quem tem animais das raças braquicefálicas (de focinho curto) precisa ter mais cuidado, porque eles são mais expostos a problemas de hipertermia (elevação da temperatura). Por isso, é essencial sair com garrafas térmicas e toalhas umedecidas, que devem ser passadas no animal de vez em quando”, diz. E o ideal é que os passeios sejam feitos até as 8 ou após as 18 horas.

Cachorro
Cachorro ()
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.