Clique e assine por apenas 4,90/mês

Câmeras que flagram carros roubados serão instaladas na ponte Rio-Niterói

A implantação da nova tecnologia contará com o auxílio da nova concessionária que assumir a via, disputa que será definida em leilão na próxima quarta (18)

Por Cibele Reschke - Atualizado em 5 dez 2016, 12h19 - Publicado em 13 mar 2015, 17h48

Um novo sistema de monitoramento de segurança na ponte Rio-Niterói está prestes a sair do papel. Prometidas pelo governo no final de 2013, as câmeras com leitor ótico de caracteres – que identificam placas de carros roubados e emitem alertas automáticos à central da Polícia Rodoviária Federal (PRF) – devem ser instaladas pela concessionária que vencer o leilão da próxima quarta (18), que pode tanto definir uma nova empresa para administrar o trecho viário, quanto renovar o contrato da atual detentora da concessão, a CCR.

O motivo para o atraso na instalação das câmeras seria o mau posicionamento da delegacia da Polícia Rodoviária Federal, que fica longe da ponte. Assim, mesmo que um veículo furtado fosse flagrado, os agentes não disporiam de tempo hábil de deslocamento para apreendê-lo, facilitando a fuga dos bandidos.

O que muda agora é que vencedor da nova concessão terá a missão de ajudar a solucionar essa questão, sendo obrigatória a construção de dois novos postos policiais na via no prazo de um ano. Essa determinação será estabelecida em contrato, conforme as regras do edital. A nova ferramenta será mais uma parceira no combate à criminalidade. Resta questionar por que a CCR, que intende renovar a parceria público-privada, precisou esperar um novo leilão para dar início à implantação da nova tecnologia.

Publicidade