Clique e assine por apenas 7,90/mês

Bruno Gagliasso presta queixa contra o ataque racista à Titi

Menina africana adotada pelo casal em 2015 foi chamada de "macaca" em vídeo de Day Mc Carthy, blogueira e socialite brasileira erradicada no Canadá

Por Redação VEJA RIO - Atualizado em 27 nov 2017, 16h00 - Publicado em 27 nov 2017, 14h55

Após sua filha ser chamada de “macaca” em um vídeo publicado na internet pela socialite Day Mc Carthy, Bruno Gagliasso prestou queixa nesta segunda (27) de manhã na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), na Cidade da Polícia, no Jacaré, na Zona Norte do Rio.

Na gravação, a blogueira brasileira que vive no Canadá também proferiu várias ofensas à pequena Titi, de 4 anos, causando revolta. “A menina é preta. Tem o cabelo horrível de pico de palha. Tem o nariz de preto horrível. E o povo fala que a menina é linda”, também disse Day.

Antes de Bruno ser visto na delegacia, Giovanna Ewbank agradeceu o apoio que a família vem recebendo nas redes e afirmou que estavam tomando as “devidas providências perante a lei”.

Presença constante nas redes dos pais, esta não é a primeira vez que a malauiana adotada em 2015 pelo casal é vítima de racismo na web. Em 2016, Bruno também prestou queixa contra comentários maldosos em seu perfil no instagram.

Publicidade