Clique e assine por apenas 7,90/mês

Bilhete único, trens, barcas e pedágios mais caros

Governo autoriza reajuste das tarifas das principais concessionárias que atuam na região metropolina. Confira o que altera no seu bolso

Por Redação Veja Rio - Atualizado em 5 dez 2016, 11h31 - Publicado em 1 fev 2016, 15h15

Com a chegada de fevereiro novos reajustes nas tarifas de transporte passam a valer. Nesta segunda (1º), o Bilhete Único Intermunicipal passa a ser cobrado em R$ 6,50. O reajuste autorizado pelo governo do estado foi fixado no mesmo índice das tarifas de ônibus intermunicipais de 10,48%, correspondente a variação do IPCA nos últimos 12 meses.

+ Taxistas começam a ajustar taxímetro com nova bandeirada

Na terça (2), é a vez dos trens ficarem mais caros, a passagem aumentou R$ 0,50 e passou para R$ 3,70. Já as barcas que fazem a travessia Rio – Niterói passam a custa R$ 4,10, a partir do dia 12. Ambos os reajuste fazem parte do acordo contratual, concedido pela Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários, Metroviários e de Rodovias do estado (Agetransp).

+ Passagens de ônibus estão mais caras em 2016

Ainda haverá reajuste no pedágio da BR-101 (Niterói-Manilha), autorizado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres. Os novos valores passam a entrar em vigor na terça (2). A tarifa básica  passou de R$ 3,80 para R$ 4,50, nas praças de pedágio P1, em Campos dos Goytacazes, P2, em Conceição de Macabu, P3, em Casimiro de Abreu, P4, em Rio Bonito, e P5, em São Gonçalo.

Publicidade