Clique e assine por apenas 4,90/mês

Bela Gil fala sobre seus novos desafios gastronômicos e o parto do filho

"É um absurdo o parto domiciliar com auxílio médico ser proibido no Rio. No meu, eu até ingeri a placenta", conta Bela a VEJA RIO. "Misturei com vitamina de banana"

Por Daniela Pessoa - Atualizado em 5 dez 2016, 11h05 - Publicado em 10 set 2016, 01h00

Responsável por uma linha de produtos orgânicos da Mãe Terra e pelo cardápio da rede de hotéis Best Western, no Arpoador e na Barra, Bela Gil não para de abrir novas frentes gastronômicas na cidade. A apresentadora falou a VEJA RIO sobre esses desafios e sobre Nino, o filho de 3 meses, cujo parto, natural, causou comoção na internet.

Comida natureba combina com hotel de luxo? Em geral, as grandes redes se rendem à gastronomia francesa, mas desta vez apostaram na minha comidinha natural e brasileira. Tenho muito orgulho de incentivar o consumo de ingredientes locais e ensinar a preparar alimentos renegados.

Pensa em abrir um restaurante só seu? Tenho vontade de ter um cantinho orgânico no Rio. Descobri agora a castanha tiger nuts, saborosa e muito boa para a flora intestinal. Mas a burocracia para ter um estabelecimento aqui no Brasil é muito chata para uma pessoa criativa como eu.

Recentemente, você postou na internet o vídeo do parto do Nino, natural, no seu apartamento em Nova York. Acompanhou as reações dos fãs? Sim, e foram muito mais positivas do que negativas. Dói, não vou mentir, mas não é insuportável. É um absurdo o parto domiciliar com auxílio médico ser proibido no Rio. No meu, eu até ingeri a placenta.

Há base científica para essa prática? Não, mas é uma fonte incrível de nutrientes. Nem senti o gosto, porque misturei com vitamina de banana. A Flor, minha primogênita, também bebeu enquanto comemorava a chegada do irmão.

Continua após a publicidade

LEIA MAIS NA COLUNA DA SEMANA:

+ Xuxa deve participar do desfile da Grande Rio no Carnaval 2017 a pedido de Ivete Sangalo

+ Antonio Bernardo, o designer de joias, assina fachada e portaria de prédio de luxo no Leblon

+ Lorena Comparato estreia nova série e fala sobre feminismo: “Virou tabu. Hoje, é sinônimo de suvaco cabeludo”

+ Wolf Maya e o real motivo de seu afastamento da direção de dramaturgia da Globo

Continua após a publicidade
Publicidade