Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Vinoteca Por Marcelo Copello, jornalista e especialista em vinhos Marcelo Copello dá dicas sobre vinhos

Moscato – leve e versátil

Por Marcelo Copello     Muitas vezes escolho meus vinhos pelo teor alcoólico. Quanto menor melhor. Ao fim de um longo dia de provas de tintos, por vezes encorpados e alcoólicos, um branco leve e macio é uma dádiva. Uma destas ocasiões recentes esbarrei com um delicioso Moscato D´Asti, um branco meio doce do Piemonte-Itália, […]

Por marcelo Atualizado em 25 fev 2017, 18h48 - Publicado em 10 fev 2014, 18h46

Por Marcelo Copello

 

 

Muitas vezes escolho meus vinhos pelo teor alcoólico. Quanto menor melhor. Ao fim de um longo dia de provas de tintos, por vezes encorpados e alcoólicos, um branco leve e macio é uma dádiva. Uma destas ocasiões recentes esbarrei com um delicioso Moscato D´Asti, um branco meio doce do Piemonte-Itália, com 5% de álcool e frisante (com algum gás, mas menos que os espumantes).

 

uva moscatel

 

Antes de ver abaixo os vinhos que testei, lembre que o Brasil possui ótimos moscatéis espumantes. Lembre também das possibilidades enogastronomicas dos moscatéis: além de ótimo aperitivo ou vinho “beira de piscina”, formam uma harmonização clássica com o panetone do natal ou a colomba da páscoa, ficam ótimos com frutas frescas e ainda na forma de coquetéis, como os clericós (sangrias). Veja duas receitas abaixo:

 

drink moscato

Primeira

Em uma jarra coloque

– 1 garrafa de espumante moscatel brasileiro bem gelado

– Suco de um limão, só o suco

– 5 morangos picados

– Algumas pétalas de rosas bem lavadas

– bastante gelo

 

 

Drink2

Segunda receita

Em uma jarra coloque

– 1 garrafa de Moscato D´Asti bem gelado

– Suco de um limão siciliano, aquele amarelo, só o suco

– meia maça verde picada,sem as cascas

– 3 Lichias picadas

– bastante gelo

 

 

Uma dica é fazer a sangria na hora, para as frutas ficarem frescas, e sempre usar ao menos uma fruta cítrica, como limão, laranja ou abacaxi. Se você usar o espumante moscatel não precisa colocar açúcar, mas se quiser fique à vontade, uma sugestão é adoçar com mel ou licores como Cointreau?

 

A seguir 5 italianos Moscatos D´Asti e 5 Moscatéis brasileiros.

 

MOSCATO D´ASTI

 

Moscato D’Asti Moncalvina 2011, Luigi Coppo, Piemonte-Itália (Mistral, http://www.mistral.com.br, R$ 47,50).

Cor clara e brilhante, palha esverdeada, discretanente frisante. Aroma floral e frutado,

Paladar meio doce, leve e fresco, com 5% de álcool, boa acidez. Delicioso e versátil, por seu frescor eleveza, vai do aperitivo à Colomba ou às frutas frescas.

Nota 88 pontos

 

Moscato D´Asti 2011, Pio Cesare, Piemonte-Itália (Decanter, http://www.decanter.com.br, R$ 138,05).

Continua após a publicidade

Amarelo dourado brilhante, bastante frisante, aromas de frutas maduras, flores brancas, acácia, laranja e mel. Paladar leve e meio doce, com 5% de álcool, bastante fresco, com boa acidez, ótimo tanto para aperitivo quanto para a Colomba/Panetone.

Nota 88 pontos

 

branco_1611071439

 

Moscato D’Asti Bosc D’la Rei 2009, Batasiolo, Piemonte-Itália (Max Brands, R$ 54,00).

Amarelo dourado. Aroma intenso e frutado, com muitas frutas meduras, damasco, laranja, mel, florais. Paladar macio e meio doce, dicretamente frisante, com 5,5% de álcool, ótima integração geral. Um Moscato delicioso e já mais maduro com 4 anos e com doçura mais aparente, mais para Colomba/Panetone e sobremesa do que para aperitivo.

Nota 87 pontos

 

Moscato D’Asti La Rosa Selvatica 2011, Icardi, Piemonte-Itália (World Wine, R$ 78).

De cor bem clara, branco papel e brilhante, bastante frisante. Aroma de maçã, flores brancas, acácia. Paladar meio-doce, leve e cremoso, maciez ganha da acidez moderada, 5,5% de álcool. Delicioso, em estilo mais macio que fresco.

Nota 86 pontos

 

Espumante Moscato 2012, Giuseppe Filipetti, Piemonte-Itália (Porto a Porto, R$ 42).

Cor esverdeade muito clara e brilhante. Espumante e não apenas frisante, com perlage abundante. Pouco aromático para um moscato, floral, frutas critalizadas. Paladar muito fresco, com doçura bem aparente mas equilibrada com frescor, 6,5% de álcool. Do aperitivo à Colomba/Panetone

Nota 85 pontos

 

rose-wine-smaller

 

MOSCATÉIS BRASILEIROS

 

Espumante Moscatel Rosé Aquarela, Perini

Cor de cereja. Perlage muito pequena e de boa abundância. Aroma fresco e frutado, de tutti frutti. Paladar meio doce, fresco e frutado, cremoso, ótimo equilibrio.

Nota 88 pontos

 

Espumante Natural Moscatel Rosé, Aurora

Linda cor cereja clarinha. Perlage muito pequena, abundante. Aroma delicado de frutas vermelhas frescas, framboesas e rosas. Paladar meio doce, suave, macio, leve e delicioso

Nota 87 pontos

 

Espumante Moscatel Naturelle, Casa Valduga

Branco esverdeado brilhante. Perlage execelente, pequena e abundante. Aroma típico, floral de rosas, lichias, cítricos. Paladar meio doce, cremoso, freco, bom equilibrio acidez-maciez-doçura.

Nota 87 pontos

 

Espumante Moscatel Stravaganzza, Don Giovanni

Branco papel. Perlage perfeita, muito pequena e abundante. Aroma intenso e floral, rosas, lichia. Paladar meio doce, com boa acidez e cremidade, ótimo moscatel.

Nota 87 pontos

 

Espumante Demi-Sec Rosé Passion, Chandon

Elaborado com Malvasia Bianca, Moscato Canelli e Pinot Noir. Lida cor de rosa-pêssego. Perlage pequena e pouco abundante. Aroma de boa intensidade, floral, de morangos e frutas cristalizas. Paladar meio doce, cremoso, fresco, conjunto harmoniozo

Nota 86 pontos

 

Marcelo Copello (mcopello@simplesmentevinho.com.br)

Continua após a publicidade
Publicidade