Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Vinoteca Por Marcelo Copello, jornalista e especialista em vinhos Marcelo Copello dá dicas sobre vinhos

Já imaginou uma adega ao fundo do mar?

Vou te dar um motivo para incluir a Croácia no seu top list. Lá existe a primeira vinícola submarina do mundo. Pode imaginar?

Por Marcelo Copello 12 abr 2017, 19h22

Já visitou a croácia? Então inclua na sua lista de desejos. Por lá ilhas paradisíacas e praias deslumbrates além de histórias de povos surpreendentes. Até aí tudo bem, agora vou te dar um motivo para incluir a Croácia no seu top list. Lá existe a primeira vinícola submarina do mundo. Pode imaginar?
Essa maravilha fica a cerca de uma hora ao norte da capital Dubrovnik, em Drače, na Edivo Vina que está aberta a visitantes. Lá é possível um mergulho guiado aonde se pode acompanhar o processo dos vinhos ao fundo da baía.

A história começa no vinhedo, claro, com o plantio de uvas e o processo normal de um vinho. Depois de 3 meses o vinho é engarrafado em ânforas (jarros de barro) e colocados ao mar por até 2 anos com manutenção feita a cada dez dias por uma equipe de mergulhadores que verifica a vedação das ânforas.

Os proprietários dizem que as condições subaquáticas são ideais para refrigeração e qualidade do vinho que é “protegido com boa cortiça e com duas camadas de borracha”.

O sabor único da úmidade do mar Adriático não é a primeira exclusividade. Ao serem retiradas do mar, as ânforas estão encrostadas de mariscos e musgos, criando já uma verdadeira relíquia da natureza. E claro, isso tudo tem um preço, acessível para muito poucos.

Veja a grande aventura:

 

Continua após a publicidade
Publicidade