Clique e assine por apenas 7,90/mês
Solta o som Por Blog Aqui cabe de tudo: do popular ao alternativo, do clássico ao moderno. Confira as novidades, bastidores e críticas sobre o que acontece no mundo da música dentro e fora do Rio de Janeiro

Leila Maria canta Billie Holiday ao vivo e em disco

Mais comprido do que o habitual, por boas razões, este post trata de um show que promete e de um disco premiado, porém inédito Ao show: Nesta terça (7), a cantora Leila Maria solta a voz na happy hour do bar Grand Prix, no Hotel Novo Mundo (Praia do Flamengo, 20). Sempre entre 18h e 22h, […]

Por Pedro Tinoco - Atualizado em 25 fev 2017, 18h10 - Publicado em 6 abr 2015, 18h33

Mais comprido do que o habitual, por boas razões, este post trata de um show que promete e de um disco premiado, porém inédito

Leila Maria: show no Hotel Novo Mundo e disco que interessou à gravadora Biscoito Fino

Leila Maria: show no Hotel Novo Mundo e disco que interessou a gravadora Biscoito Fino

Ao show:

Nesta terça (7), a cantora Leila Maria solta a voz na happy hour do bar Grand Prix, no Hotel Novo Mundo (Praia do Flamengo, 20). Sempre entre 18h e 22h, sem cobrança de ingresso ou couvert artístico, a tradicional sessão de boa música conta ainda com os tarimbados Osmar Milito (piano), Paschoal Meirelles (bateria) e Sergio Barrozo (contrabaixo) – três nomes de prestígio na música instrumental brasileira. A novidade da próxima apresentação está no repertório: geralmente recheada de variados standards nacionais e estrangeiros, a seleção do quarteto vai ser totalmente dedicada a Billie Holiday (1915-1959), ícone do jazz, no dia do seu centenário de nascimento. Leila, uma estudiosa da vida e da obra de sua homenageada, vai falar sobre Billie entre um número e outro. Na parte musical estão garantidos God Bless The Child e Don’t Explain, duas preciosidades com letra composta pela cantora americana, além de clássicos do porte de Sophisticated Lady, de Duke Ellington.

Continua após a publicidade

No vídeo abaixo Leila canta Night and Day, um clássico visitado por Billie Holiday

Ao disco:

Leila Maria tem experiência, voz aveludada e notável senso de divisão rítmica, virtudes que a deixam à vontade na homenagem à diva. Ostenta longa trajetória nos palcos e quatro CDs lançados. Da Cabeça aos Pés (1997), Off Key (2005) e Canções do Amor de Iguais (2007) são os três primeiros. O quarto é o nosso assunto. Holiday in Rio – Leila Maria Canta Billie, foi produzido em 2013, ganhou o Prêmio da Música Brasileira no ano passado (na categoria álbum em língua estrangeira) e, incrível, seus 5 000 exemplares prensados ainda não encontraram o natural destino da comercialização.

Tudo começou com Pedro Lazera. Dono da Imifarma, empresa paraense com uma poderosa rede de farmácias no Norte e no Nordeste do país, o executivo encantou-se pela voz de Leila Maria e a convidou para entrar em estúdio e homenagear Billie Holiday. Um fã de Lady Day, Lazera também enxergava na iniciativa uma nova oportunidade de negócio: pensava em diversificar os produtos à venda em sua rede, como fazem as drugstores americanas, e começaria pelo disco. O empresário não economizou. Pagou o trabalho de mais de quarenta músicos profissionais – os conceituados pianistas Cristóvão Bastos e Itamar Assiere, entre muitos outros – nas treze faixas do álbum, além de direitos autorais e a tiragem numerosa. Com o disco finalizado, milhares de cópias em suas caixas prontas para ganhar as prateleiras, Lazera morreu, vítima de um enfarte.

Continua após a publicidade

Leila, desolada, havia ganhado do empresário algumas cópias do CD e as distribuiu. Um dos presenteados foi José Maurício Machline, idealizador do Prêmio da Música Brasileira. Extasiado com o trabalho, ele inscreveu Holiday in Rio – Leila Maria Canta Billie na disputa de 2014, na categoria “melhor álbum em língua estrangeira”, e deu-se o inusitado: sem ser lançado, preso ao espólio de seu generoso mecenas, o disco ganhou um prêmio. Incensado e pouco ouvido, Holiday in Rio – Leila Maria Canta Billie atraiu o interesse da gravadora Biscoito Fino, que aguarda liberação jurídica para (finalmente) lançar o disco. As últimas previsões para o final feliz dessa história dão conta de que o sinal verde sai ainda nesse semestre. Enquanto isso, Leila Maria canta Billie ao vivo mesmo, na happy hour do Hotel Novo Mundo, no dia do centenário de nascimento da grande estrela do jazz.

Publicidade