Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Publicidade
Esquinas do Esporte Por Alexandre Carauta, jornalista e professor da PUC-Rio Pelos caminhos entre esporte, bem-estar e cidadania
Regeneração do América representaria um reencontro com patrimônio sociocultural do Rio
Poder público, empresas e universidades deveriam se unir no fomento à atividade física regular
Crônicas rodrigueanas e música de Caetano douram a fé nos carnavais filiados à graça do estar-junto
Boicote antirracista liderado pelo craque abriga o espírito renovador do qual brotam a arte e as mudanças sociais
Com uma memória afetiva que sobe a rampa do Maracanã, diretor do premiado documentário "Catarse" evoca vocação agregadora do futebol e do Rio
Parcerias com universidades ajudariam a alavancar políticas públicas de incentivo ao esporte como vetor de saúde e cidadania
Debate sobre clube-empresa precisa impulsionar amadurecimento de dinâmicas políticas e trabalhistas
Criado pela carioca Aline Albuquerque, Instituto Brasileiro de Direito do Paciente promove cultura cooperativa indispensável ao bem-estar social
Em meio às resenhas e lembranças despertadas com os 80 anos do craque, vale refletir sobre o papel do futebol na construção de valores sociais
Do antológico recado de Gil à recente encomenda oficial, o abraço acolhe diversos papeis, tipos, significados. Haveremos de reencontrar os melhores
Canarinho transita entre novas representações e o desejo do reencontro com a beleza, como a cíclica nostalgia retratada na fábula "Meia-noite em Paris"
Para professor de Direito Desportivo da PUC, nenhum regulamento ou tribunal pode privar a jogadora de vôlei da garantia constitucional
Caneladas gerenciais aprisionam o esporte no impasse entre o que é e o que pode ou deve ser
Rio lideraria programa contra o sedentarismo e a desnutrição, impulsionada pelo avanço da insegurança alimentar e da obesidade
Mais do que histórias de superação, recordista mundial e surfista da Rocinha têm em comum a eternidade lúdica do "mar absoluto" de Cecília Meireles
Para o escritor uruguaio, que completaria 80 anos neste mês, seria possível ouvir as cicatrizes de um estádio. Sinais de que, mesmo calado, ele pulsa
Redes sociais reforçam apelo econômico sem o qual enredos antirracistas no esporte perdem fôlego ou ficam reféns da indiferença
Reencontro sonoro reaviva o apelo à integração e à memória afetiva
Publicidade