Clique e assine por apenas 3,90/mês
Beira-Mar Por Blog Notícias sobre celebridades, famosos, sociedade e pessoas interessantes do Rio de Janeiro

Maestro Carlos Prazeres não se conforma com o panorama da música brasileira atual

Diretor musical da I Bienal de Ópera Atual, que aconteceu neste mês e revelou compositores nacionais, o maestro Carlos Prazeres não se conforma com o panorama da música brasileira atual: “Adoro o funk carioca, acho  criativo e ritmicamente rico, mas o sertanejo é pobre. Eles têm estudo para fazer acordes mais sofisticados, mas só pensam […]

Por Daniela Pessoa - Atualizado em 25 fev 2017, 17h21 - Publicado em 1 out 2016, 01h00

Carlos Prazeres terno

Diretor musical da I Bienal de Ópera Atual, que aconteceu neste mês e revelou compositores nacionais, o maestro Carlos Prazeres não se conforma com o panorama da música brasileira atual: “Adoro o funk carioca, acho  criativo e ritmicamente rico, mas o sertanejo é pobre. Eles têm estudo para fazer acordes mais sofisticados, mas só pensam em vender a música”. A menos de três meses do réveillon, o músico desaprova, ainda, a escolha dos shows da virada bancados pelo governo. “Adoro o Zeca Pagodinho, por exemplo, mas a cervejaria da qual ele é garoto-propaganda é que deveria bancar o show.”

LEIA MAIS NA COLUNA BEIRA-MAR DA SEMANA:

+ Jéssica Ellen comenta sucesso na série Justiça e novo trabalho na Globo

+ Juiz do TRE-RJ revela bizarrices da campanha eleitoral no Rio. Teve até candidato distribuindo Viagra

+ Reynaldo Gianecchini fica irreconhecível com novo visual para novela das 9

+ Babá da filha de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso está negociando programa na televisão

+ Atleta olímpica do Flamengo adota galinha que encontrou machucada em Ipanema

Continua após a publicidade
Publicidade