Clique e assine por apenas 3,90/mês
Beira-Mar Por Blog Notícias sobre celebridades, famosos, sociedade e pessoas interessantes do Rio de Janeiro

Lorena Comparato, de Pé na Cova, estreia peça #broncadequê?. “Faço teste para Malhação há anos, mas nunca passei”

A estreia dela se deu em 2009 como apresentadora da TV Globinho, e demorou até que Lorena Comparato conseguisse voltar à TV. Recebendo elogios por sua atuação na série Pé na Cova, a novata terá, agora, de enfrentar uma jornada dupla. Ela começa, na próxima sexta (19), a encenar a peça #broncadequê?, que trata do […]

Por Daniela Pessoa - Atualizado em 25 fev 2017, 18h03 - Publicado em 13 jun 2015, 01h01
Divulgação-3

Lorena Comparato: pelo pai, ela trabalharia no Banco Central

A estreia dela se deu em 2009 como apresentadora da TV Globinho, e demorou até que Lorena Comparato conseguisse voltar à TV. Recebendo elogios por sua atuação na série Pé na Cova, a novata terá, agora, de enfrentar uma jornada dupla. Ela começa, na próxima sexta (19), a encenar a peça #broncadequê?, que trata do preconceito contra pessoas com Down. “Estou contracenando com o Pedro Baião, que tem a síndrome e é um ator fantástico, muito profissional”, rasga-se em elogios a atriz, a caçula do roteirista Doc Comparato, autor de mais de quinze novelas e séries. Mesmo com o pai famoso no meio, não tem sido fácil para ela alavancar sua carreira artística. “Faço teste para Malhação há anos, mas nunca passei, por uma questão de perfil, e não de talento”, diz ela. “Meu pai queria mesmo que eu me tornasse presidente do Banco Central”, confidencia.

LEIA MAIS NA COLUNA BEIRA-MAR DESSA SEMANA:

– Nutricionista Andrea Santa Rosa, esposa de Márcio Garcia, cobra até 15 000 reais por palestra: “O Márcio está adorando”, brinca

– Atriz Miá Mello estreia como dubladora na animação Divertida Mente, da Disney

– Presidente do Instituto Doméstica Legal critica cariocas que mandam a empregada ficar na fila (de restaurantes, lojas…)

– Chef Pedro Benoliel ganha programa de TV no Vidigal. “Não sou adepto da alta gastronomia, nem da gourmetização”

Continua após a publicidade
Publicidade