Charretes dão lugar a carrinhos elétricos em Paquetá

Cavalos que ainda faziam o serviço foram recolhidos e trocados pelos veículos, que custaram ao todo R$ 1,048 milhão 

As tradicionais charretes da Ilha de Paquetá ficaram no passado. Na quinta (19), a prefeitura recolheu os últimos 31 cavalos que ainda faziam o serviço no local. A tropa foi trocada por carrinhos elétricos, já em funcionamento. 

+ Em reta final nas obras, Centro do Rio começa a ganhar novos contornos 

Foram doados ao todo dezessete carros elétricos à antiga cooperativa de charreteiros da ilha – o que custou R$ 1, 048 milhão. Os veículos podem carregar até cinco passageiros e trafegar a uma velocidade máxima de 19 quilômetros por hora.

As sucessivas denúncias de maus-tratos, além da falta de dinheiro para manter as cocheiras, tornaram o trabalho dos charreteiros insustentável. O distrito de Itaipava recebeu vinte cavalos, que foram doados à ONG Santuário das Fadas. Os demais ainda não possuem destino definido.

Apesar de a população ter recebido bem a decisão, há quem critique. O custo de manutenção dos veículos pode ser muito alto. As baterias, por exemplo, custam cerca de R$ 6 mil cada, mas, segundo a prefeitura, têm cinco anos de garantia e vida útil de até dez anos. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s