Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

‘Muito surpreso’, diz diretor de DOM, sobre críticas da irmã do bandido

Breno Silveira conta como recebeu as declarações "imprecisas e complicadas" de Erika Grandinetti, que acusa equipe de ganância e pede boicote à série

Por Da Redação Atualizado em 14 jul 2021, 12h42 - Publicado em 14 jul 2021, 12h23

“Muito surpreso e triste”. Foi assim que Breno Silveira, diretor de DOM, diz ter recebido as pesadas críticas feitas por Erika Grandinetti, irmã mais velha de Pedro Dom, à série da Amazon Prime, que conta a história do “bandido gato” carioca. Leia aqui o desabafo de Erika: Irmã de Pedro Dom critica série da Amazon: “Lucro com a nossa tragédia”

Breno enviou nesta terça (13) uma mensagem-desabafo à equipe que participou da produção, na qual explica como se deram as negociações com parte da família de Pedro: “Um pai (Victor) e uma filha querendo contar sua própria história. Do outro lado, uma mãe e uma outra filha não querendo falar sobre essa mesma história”. Ele também diz que o livro que deu origem à série “nunca foi contestado antes por nenhum dos dois lados”, e que “acordos foram devidamente realizados”.

Leia a íntegra do texto do diretor:

“Fiquei muito surpreso e triste hoje. Uma das filhas do Victor deu declarações imprecisas e complicadas sobre a série DOM, e eu entendo. Quando tive contato com essa história pela primeira vez, foi o próprio Victor que a trouxe até mim. Um pai e uma filha querendo contar sua própria história. Do outro lado, uma mãe e uma outra filha não querendo falar sobre essa mesma história. Infelizmente, uma família rompida.

Dom: o que é verdade na série sobre o ‘bandido gato’ do Rio

Sempre achei que pai e filha tinham o direito de querer levar essa história adiante, e assim foi feito. Os acordos foram devidamente realizados e eles tiveram grande parcela de contribuição nessa narrativa, acompanhando a construção desse roteiro.

Dias Ferreira: advogado agredido por Guarda Municipal quebrou a mandíbula

Continua após a publicidade

Toda a história é contada a partir de um ponto de vista, o ponto de vista que chegou a mim. Pai e filha são sócios do livro que foi base de tudo e da série. Um livro que nunca foi contestado antes por nenhum dos dois lados dessa família. Parte dos frutos dessa obra foram destinados ao futuro do filho que o Pedro deixou ainda bebê, como acordado com Victor e sua filha mais nova.

Copa América: Rio tem 50 casos da variante Gamma ligados ao torneio

A nossa série fala sobre um problema social e familiar que acontece mais do que imaginamos. Sabemos da importância de dar visibilidade a temas sensíveis em filmes e séries, pois ampliam questões, geram discussões relevantes e, às vezes, podem até gerar mudanças sociais. Personagens são capazes de transformar nossas percepções e, quem sabe, transformar vidas.

Só pra dividir com vcs o que está passando aqui dentro (emoji de coração)”

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade