Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Feitiço da Vila é a canção mais tocada de Noel Rosa, aponta Ecad

Nascido há exatos 110 anos, o compositor é um dos pilares da música brasileira e segue extremamente relevante

Por Marcela Capobianco 11 dez 2020, 17h18

Cantor, compositor, instrumentista e boêmio, Noel Rosa é reconhecidamente um dos mais importantes artistas da história da música brasileira e uma referência para todos os músicos que vieram depois.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Noel nasceu em 11 de dezembro de 1910, há exatos 110 anos. Apesar de ter morrido cedíssimo, aos 26 anos, a sua contribuição para as mudanças musicais e culturais de sua época é enorme. Seus sambas, marchinhas e canções seguem atuais e têm destaque na computação do Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad), que selecionou as músicas mais tocadas do compositor de Vila Isabel.

+ Secretário de saúde diz que vacinação no Rio, marcada para março, pode ser antecipada

O destaque ficou com Feitiço da Vila, uma parceria com Oswaldo Gogliano, o Vadico, que figura em primeiro lugar nos rankings das músicas do artista mais gravadas por outros intérpretes e das mais tocadas nos últimos cinco anos nos principais segmentos de execução pública (rádio, sonorização ambiental, casas de festa, carnaval, festa junina, shows e música ao vivo).

+ Petição pede permanência do museu do Jardim Botânico

Noel Rosa tem 343 canções e 1 980 fonogramas cadastrados no banco de dados do órgão.

+ Sambista Ubirany, do Fundo de Quintal, morre aos 80 anos, de Covid-19

Confira o ranking:

Continua após a publicidade

1 – Feitiço da Vila (Noel Rosa e Vadico)

2 – As pastorinhas (Braguinha eNoel Rosa)

3 – Conversa de Botequim (Noel Rosa e Vadico)

4 – Feitio de Oração (Noel Rosa e Vadico)

5 – Pierrot Apaixonado (Heitor dos Prazeres e Noel Rosa)

6 – Filosofia (Noel Rosa e André Filho)

7 – O Orvalho Vem Caindo (Kid Pepe e Noel Rosa)

8 – A.e.i.o.u (Noel Rosa e Lamartine Babo)

9 – Onde Está a Honestidade (Noel Rosa e Chico Viola)

10 – Pra que mentir (Noel Rosa e Vadico)

Continua após a publicidade
Publicidade