Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Grávidas de gêmeas, Nanda Costa e Lan Lahn são atacadas nas redes

No dia do orgulho LGBTQIA+, atriz e percussionista sofrem agressões no Instagram após anunciarem que serão mães de duas meninas

Por Da Redação 28 jun 2021, 12h31

Juntas há sete anos, Nanda Costa e Lan Lahn anunciaram neste domingo (27) que a família vai aumentar. A atriz e a percursionista vão ser mães de duas meninas gêmeas, com parto previsto para outubro, e a notícia foi muito comemorada nas redes – mas também houve ataques homofóbicos, com discurso de ódio ao amor das duas e à gravidez. O casal escolheu o método de fertilização in-vitro e foram necessárias três tentativas até a atriz, de 34 anos, engravidar.

Fernanda Venturini nega que é contra a vacina após dizer exatamente isso

Fãs, seguidores e amigos – como Mariana Ximenes, Fátima Bernardes, Barbara Paz, Adriane Galisteu e Giovanna Antonelli – publicaram comentários carinhosos e com felicitações às duas. Só no perfil de Nanda foram mais de 600 mil curtidas e 18 mil interações. A maioria faz festa para a notícia, mas houve quem fosse ao perfil de Emanuelle Araujo, madrinha de uma das meninas, para fazer perguntas como: “Elas fizeram o filho uma na outra? Esse filho foi gerado entre elas?”.

Chegou o grande dia? Veja quem pode se vacinar nesta semana no Rio

“O mundo está mesmo de cabeça para baixo”, comentou outra internauta. A ala religiosa dos homofóbicos está representada em alguns comentários, que chegam a falar em “ira”, e também em “acerto de contas com Deus“. Um outro seguidor cita “a dúvida eterna da criança”: “Como é que eu fui gerada por um casal de lésbicas?”. A resposta veio em seguida, postada por uma fã: “Por uma coisa chamada fertilização in vitro, que casais hétero também usufruem quando o homem é estéril. Espero ter ajudado.”

View this post on Instagram

A post shared by Nanda Costa (@nandacosta)

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Continua após a publicidade
Publicidade