Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Roupa Nova: oito sucessos da banda que você ouviu nas novelas da TV

Grupo, que perdeu o vocalista Paulinho para o coronavírus nesta segunda (14), era recordista em trilhas de folhetins da Globo, com mais de 30 canções

Por Da Redação 15 dez 2020, 12h10

Você não precisa ser fã do Roupa Nova para ter ouvido (e cantado) as músicas que ficaram conhecidas no Brasil inteiro em suas interpretações. Em 40 anos de atividades, a banda é recordista em trilhas sonoras nas novelas da Globo, e embalou alguns de seus maiores sucessos, seja como tema de personagens emblemáticos ou na abertura de seus folhetins.

Coronavírus: morre Paulinho, vocalista da banda Roupa Nova

Só em 1985 foram dois hits: “Dona”, até hoje lembrada como ‘a música da Viúva Porcina, em Roque Santeiro’, e Whisky a Go Go, que abria em grande estilo a novela Um Sonho a Mais. É do Roupa Nova também a gravação do clássico Tema da Vitória, que comemorava as vitórias de Ayrton Senna na Fórmula 1. Veja abaixo dez sucessos da banda nas trilhas da TV:

Clarear – Jogo da Vida (1981) – Trecho: “Clarear, vem me clarear / Pelo menos um pouco de sol / Um pouco de luz nessa vida, em você”

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Anjo – Guerra dos Sexos (1983) – Trecho: “Se você vê estrelas demais / lembre que o sonho não volta atrás/ Chega perto e diz anjo.

Whisky a Go Go – Um Sonho a Mais (1985) – Trecho: “Eu perguntava ‘Do you wanna dance?’ E te abraçava ‘Do you wanna dance?’ Lembrar você um sonho a mais não faz mal”

Continua após a publicidade

Dona – Roque Santeiro (1985) – Trecho: “Dona desses traiçoeiros / Sonhos sempre verdadeiros / Oh, dona desses animais / Dona dos seus ideais / Pelas ruas onde andas / Onde mandas todos nós / somos sempre mensageiros / Esperando tua voz”.

Lives da semana: Caetano Veloso, Mart’nália e Zeca Pagodinho

Chama – Que Rei Sou Eu? (1989) – Trecho: “Vai / E avisa a todo mundo que encontrar / Que existe ainda um sonho pra sonhar / E que o amor não acabou”

Coração Pirata – Rainha da Sucata (1989) – Trecho: “Quando a paixão não dá certo / Não há porque me culpar / Eu não me permito chorar / Já não vai adiantar / E recomeço do zero / Sem reclamar”

Deixa o Amor Acontecer – Uga Uga (2000) – Trecho: “Vem / Deixa o amor acontecer / Faz de conta que o mundo não tem pressa / Até o dia amanhecer / Eu e você, eu e você”

Amor de Índio – Desejo Proibido (2008) – Trecho: “Tudo o que move é sagrado / E remove as montanhas / Com todo o cuidado, meu amor / Enquanto a chama arder… Abelha fazendo mel / vale o tempo que não voou”

 

Continua após a publicidade
Publicidade