Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Gravação inédita de Cazuza será lançada 31 anos após a morte do artista

Canção Mina, gravada pelo Poeta do Rock em 1987, acabou não entrando no disco Só Se For a Dois e ganhou novos arranjos de Nilo Romero

Por Da Redação Atualizado em 8 jul 2021, 15h28 - Publicado em 8 jul 2021, 13h53

Morto no dia 7 de julho de 1990, o cantor e compositor Cazuza ganhará mais uma homenagem póstuma. Nesta sexta (9), chega à plataformas de streaming a gravação inédita da música Mina.

O artista carioca gravou a canção em 1987, para o disco Só Se For a Dois, mas a faixa, composta por ele em parceria com George Israel e Nilo Romero, acabou sendo limada do álbum.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Nilo Romero, aliás, assina os novos arranjos da música e toca baixo na nova versão. Rogério Meanda, na guitarra, João Rebouças, nos teclados, Lourenço Monteiro, na bateria, e Marcos Suzano, na percussão, completam o time.

+ Natureza em tons pastéis ganha espaço em galeria de arte no Jockey

A letra surgiu após uma confusão que o Poeta do Rock presenciou em Araxá, Minas Gerais. Três anos depois da gravação de Cazuza, a canção foi gravada por Leo Jaime no álbum Sexo, Drops e Rock n’ Roll. George Israel também gravou uma versão de Mina.

+ Rio é o segundo destino mais desejado para as férias de julho

O single, lançado pela Universal Music, ganhou um clipe de animação criado por Humberto Barros.

Continua após a publicidade

Publicidade