Clique e assine por apenas 4,90/mês

Gabriela Temer, do Juju na Trip: “Turismo do futuro vai focar em natureza”

A influenciadora foi a sexta convidada da série Colunistas Ao Vivo e falou sobre suas expectativas sobre as viagens na pós-pandemia

Por Bruna Motta - Atualizado em 16 jul 2020, 16h07 - Publicado em 15 jul 2020, 20h23

A colunista de VEJA Rio Gabriela Temer, do site Juju na Trip, especializado em turismo, foi a sexta convidada da série Colunistas ao Vivo, no Instagram da revista.

No bate-papo, realizado nesta quarta (15), Gabriela falou sobre os possíveis passos para o turismo, quando os passeios forem liberados, e aponta lugares com natureza exuberante como tendência para as viagens do “novo normal”. No fim da conversa, a jornalista indicou um livro que garante ser o seu favorito da vida. Abaixo, alguns trechos da conversa:

Reprogramação de rota

“Sempre começamos o ano com um calendário organizado, pois temos muitas plataformas para fornecer conteúdo: site, blog, redes sociais, programa de TV… O planejamento exige, no mínimo, seis meses, porque é necessário buscar patrocínio, parcerias, além de preparar os roteiros em si. Com a chegada da pandemia, tivemos que remarcar absolutamente tudo. Deixamos apenas programada uma viagem para o Sul do Brasil, em outubro. Mas, é claro,  só vamos se for viável”

Continua após a publicidade

+Fabio Szwarcwald: “Me surpreende shopping abrir antes de museu”

Como remarcar viagem durante a pandemia

“As companhias aéreas não está dando conta de todas as mudanças com muita antecedência. Meu conselho é ter calma, porque isso só será resolvido na véspera. Só tenho conseguido remarcar minhas viagens em cima da hora. Outra dica é: se não souber a data para a qual pretende remarcar a viagem, não remarque, porque só é permitida uma mudança. Se ficar na dúvida, peça reembolso”

Viagens pós-pandemia

Continua após a publicidade

Búzios, na Região dos Lagos, pretende reabrir hotéis e pousadas em agosto, mas tudo pode mudar. É uma ótima dica, assim como Arraial do Cabo e Paraty. São cidades ótimas para que o carioca passe um fim de semana, por exemplo. Acredito que os lugares com natureza serão os mais procurados quando pudermos fazer turismo. Está todo mundo querendo um pouco de ar, se reconectar com a terra, o mar…”

+“Restaurantes vão ter de reconquistar clientes”, opina Cris Beltrão

No Brasil por um bom tempo

“Com a proibição da entrada de brasileiros em alguns países da Europa e nos EUA, o turismo vai ter de ser por aqui. E o que não faltam são opções: Fernando de Noronha, meu lugar preferido, os cânions do Sul do país, Bonito, no Mato Grosso do Sul, os lençóis maranhenses, a rota ecológica de Alagoas… É tudo muito lindo, vale a pena. Ah, e como sou influenciadora, tenho a consciência de que só posso indicar o que é realmente bom, senão depois os seguidores vêm cobrar”

Continua após a publicidade

Viajar sem sair de casa

“É possível conhecer lugares através da comida, com filmes, livros, lives. Isso é muito bacana. Estou pedindo para os amigos que moram fora, quando eles vão na rua, fazerem lives para mostrarem as ruas de lá. É uma maneira de nos distrair nesse momento, passear sem sair da sala. A internet é um mundo à nossa disposição”

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Minha vida é na estrada

Continua após a publicidade

“Eu e o Rico, meu marido, largamos nossos empregos formais e resolvemos viver viajando. O primeiro passo é se organizar financeiramente, juntar dinheiro. Fazer uma planilha do que vai gastar é muito bom, senão vira um perrengue. Uma grande viagem precisa ter sua finança saudável. O segundo passo é estudar seus destinos. Tem revistas, canais de youtube, livros, blogs… Uma vez no destino, também é bom se surpreender com as peculiaridades decada lugar”

+Falta de ar: psiquiatra explica a diferença entre Covid-19 e ansiedade

Livros:

Cem anos de solidão – Gabriel Gárcia Marquez | Clique aqui para comprar

Continua após a publicidade

Publicidade