Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

A farra do Paes cantando sem máscara em roda de samba acabou em… multa

O prefeito do Rio foi autuado em R$ 562,42 no primeiro dia útil após o deslize e a infração foi paga na mesma data, segundo a Seop

Por Redação 19 Maio 2021, 12h00

Por ter cantado, sem máscara, no sábado (8), em uma roda de samba, no Armazém Senado, no Centro do Rio, o prefeito Eduardo Paes foi multado pela própria Secretaria de Ordem Pública (Seop) no valor de R$ 562,42 no primeiro dia útil após o deslize e a infração foi paga na mesma data, segundo o órgão.

+Coronavírus: o que já se sabe sobre a volta dos grandes eventos no Rio

Na ocasião, o político cantou para as pessoas que estavam no bar, em ambiente fechado. O prefeito esteve na região para participar de uma gravação com o chef Pedro de Artagão, dono do Grupo Irajá. O vídeo da escapulida, no entanto, viralizou.

+Paes aglomera, canta, não usa máscara… e se desculpa

Nas redes sociais, dois dias depois do ocorrido, o prefeito se desculpou. “Errei ao resolver me juntar aos músicos e cantar algumas músicas. Obviamente, ver o prefeito da cidade cantando em um bar é um fato que por si só gera alguma aglomeração, que é tudo que não se deve fazer nesse momento. Além disso, retirei minha máscara por algum tempo enquanto cantava. Me desculpo com a população por esse gesto. O coronavírus é uma doença grave (estou vendo isso muito de perto) e estamos longe do fim da pandemia”, justificou-se.

+Heróis da resistência: um passeio pelos bares e restaurantes históricos do Rio

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

 

Continua após a publicidade
Publicidade