Clique e assine por apenas 7,90/mês

Duda Beat: rainha da sofrência pop e nova sensação da música brasileira

Eduarda Bittencourt: desilusões amorosas e profissionais viraram música e a transformaram num fenômeno com mais de 50 milhões de streams no Spotify

Por Cleo Guimarães - Atualizado em 13 fev 2020, 11h52 - Publicado em 5 fev 2020, 12h56

Quando decidiu sair do Recife para morar no Rio, a ideia da pernambucana Eduarda Bittencourt era cursar medicina e arranjar um novo amor. Os planos não vingaram, mas ela teve uma luz durante um retiro espiritual: transformar as desilusões em letras de música. Foi quando Eduarda ficou para trás e nasceu Duda Beat, reencarnação de ombreiras, mangas bufantes e figurinos em cores neon à la Lady Gaga, a mais nova sensação da música brasileira.

O sucesso pode ser medido em números: são mais de 50 milhões de streams no Spotify, que lhe renderam o título de rainha da sofrência pop. “Não é música de fossa, é aquela coisa meio Meu Mundo Caiu, mas cantada de uma forma feliz”, afirma a cantora, que agora namora firme e criou versões ainda mais “animadinhas”, com uma pegada bem carnavalesca, para o festival Auê.

Publicidade