Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Dívida bilionária (com B mesmo) leva Eike Batista à falência

Bens das mineradoras do empresário serão leiloados para pagar cerca de 80 credores, entre bancos, fornecedores, prestadores de serviço e a União

Por Da Redação Atualizado em 20 Maio 2021, 12h48 - Publicado em 20 Maio 2021, 12h47

Símbolo da ascensão da economia brasileira quando figurou entre os dez homens mais ricos do mundo, em 2009, Eike Batista é, agora, um homem falido. Literalmente.

Rua Paulo Gustavo vira realidade: vídeo mostra placas sendo instaladas

Em recuperação judicial, as mineradoras do empresário têm uma dívida de mais de 4 bilhões de reais a vários credores e, nesta quarta (19), a 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio decretou por unanimidade a falência da MMX Mineração e Metálicos S.A e também da  MMX Corumbá Mineração S.A.

Marcelo Adnet e suas imitações são a melhor coisa da CPI da Covid-19

Os bens que irão a leilão ainda vão ser avaliados, e incluem duas minas e uma fazenda no Mato Grosso do Sul. A MMX ainda pode entrar com recurso, o que levaria a discussão ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). A data do pregão ainda não foi marcada.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Continua após a publicidade
Publicidade