Clique e assine por apenas 4,90/mês

De Canção em Canção

Tipos de Gêneros dramáticos: Drama
Veja Rio:

Resenha por Miguel Barbieri Jr.

Divulgação/Reprodução

https://www.youtube.com/watch?v=nUSNB0Kn2xk

Antes um diretor bissexto, Terrence Malick vem tendo uma produção constante (de obras muito parecidas visualmente) desde A Árvore da Vida (2011). Sempre trabalhando com astros e com o diretor de fotografia mexicano Emmanuel Lubezki (três vezes premiado com o Oscar), Malick construiu uma filmografia recente cuja beleza está na leveza da câmera e na delicadeza dos detalhes. De Canção em Canção, vale o aviso, não é um musical, embora seus protagonistas sejam compositores e circulem por shows de grande porte. Amigos e parceiros, Cook (Michael Fassbender) e BV (Ryan Gosling) exibem personalidade oposta. Movido a sexo, Cook é agitado, extrovertido e mulherengo, embora tenha uma companheira — a jovem Faye (Rooney Mara). Ela, contudo, acaba se aproximando do romântico BV e, algum tempo depois, troca de parceiro. Cook vai atrás de outra mulher e se encanta com Rhonda (Natalie Portman). O foco concentra-se em Faye, em seus pensamentos e decisões. Malick segue o estilo dos trabalhos anteriores: montagem fora da ordem cronológica, muita narração em off (de todos os personagens) e um passeio suave pela natureza, por paisagens, por corpos e imóveis. A câmera flutua e a história flui em cenas hipnóticas. Trata­-se de um filme sobre o amor e o tempo, mas, para sair satisfeito, saiba que comprou o bilhete para uma poética “viagem” com turbulências. Direção: Terrence Malick (Song to Song, EUA, 129min). 16 anos.

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.