Turismo

Porto da Barra é a nova fronteira do lazer em Búzios

Erguido na beira da Praia de Manguinhos, a charmosa área, mais sossegada que a agitada Rua das Pedras, traz novidades para este verão 

Por: Fabio Codeço

FELIPE-FITTIPALDI
Anexo Praia: clientela ganha um drinque de cortesia para assistir ao belo pôr do sol (Foto: Felipe Fittipaldi)

Ahistória é conhecida. Em janeiro de 1964, fugindo da imprensa carioca, a atriz francesa Brigitte Bardot passou uns dias em Búzios na companhia do namorado Bob Zagury. Depois de abrigar o doce balanço da diva a caminho do mar, a pacata vila de pescadores atraiu a curiosidade internacional e nunca mais foi a mesma. Destino de cruzeiros turísticos, balneário de belas mansões exclusivas e praias apinhadas, o paraíso intocado de Bardot ganhou comércio, restaurantes badalados, atrações noturnas — e perdeu um bocado daquele charme. Há quem ainda o encontre na Rua das Pedras, a via mais popular da cidade, em meio a lojas de roupas e boates com filas barulhentas na porta, entremeadas de poucos restaurantes de alto padrão. Há, também, quem prefira manter distância segura dessa bagunça: no caso, uma distância de cerca de 3 quilômetros, até o terrenão de 14 000 metros quadrados à beira da Praia de Manguinhos, onde cresce o Porto da Barra.

Na nova fronteira do lazer de Búzios, o sossego de outrora convive com opções atraentes e variadas. O lugar é visitado por famílias em almoços que avançam pela tarde, a tempo de todos testemunharem a bela vista do pôr do sol. À noite a frequência é outra, quando se veem casais e comportados grupos de amigos. Um sinal de que a aposta no point vem dando certo é o ritmo de inaugurações. Nos últimos quatro meses, entraram em cena dois restaurantes, uma delicatessen e uma sorveteria. Estão a caminho, a tempo de pegar o público deste verão, uma cervejaria e uma casa de jazz. O novo reduto musical de Búzios, um projeto do pianista Wagner Tiso, abre as portas até o fim do mês com show de Milton Nascimento. O cozinheiro português Joaquim Santos, mais conhecido como Cheff Santos, deixou o Rio, onde tocou o Casual Retrô, entre outras empreitadas, para abrir em setembro passado o restaurante A Tasca. “Foi um ótimo negócio, o movimento tem sido excelente”, diz, animado. Ele agora parte para o segundo ponto por lá, a Deli Pôr do Sol, empório gourmet especializado em artigos portugueses, que tinha abertura prevista para o último dia 28. Guida Fernandes também mudou de ares. Ex-proprietária do Jardineto, casa de comida brasileira em Vargem Grande, ela comanda o Guida Bistrô, no Porto da Barra, há quatro meses.

INFO
(Foto: Info)

Um empreendimento da empresa Costa Azul S/A, gerenciado pela CG Malls, que administra shoppings como o Downtown, no Rio, o Porto da Barra chega ao verão 2015 com 39 de suas quarenta lojas ocupadas — 80% delas são estabelecimentos dedicados à gastronomia. Levantado em 2006 sobre um mangue junto à colônia de pescadores de Manguinhos, o projeto do arquiteto Octávio Raja Gabaglia ganhou o tamanho atual em uma expansão realizada quatro anos depois. “A ideia inicial era criar uma espécie de Cobal, onde os fregueses das peixarias pudessem comprar todo o resto para preparar o almoço em casa”, lembra a empresária Adriana Salituro, idealizadora do espaço na Praia de Manguinhos. “História a gente não muda, mas podemos resgatar aquela atmosfera elegante que fez da Rua das Pedras um destino tão cobiçado”, diz ela. Estão no caminho certo. 

Fonte: VEJA RIO