SHOWS

Fim do silêncio

Depois de dez anos, a cantora volta a lançar CD e se apresenta no Rio pela primeira vez

Por: Rafael Sento Sé - Atualizado em

roteiro-showsabre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

A cantora e compositora anglo-nigeriana Sade causou alvoroço ao anunciar que gravaria um novo disco, depois de dez anos longe do estúdio. Com Soldiers of Love, a artista inglesa que mais vendeu na história ? 50 milhões de cópias ? prova que não perdeu o faro para o sucesso. A voz hipnotizante a serviço de novas baladas românticas, como a própria faixa-título, impulsionou o bom desempenho comercial da obra: em apenas uma semana foram negociados 500?000 CDs, consagrando-se assim como a melhor estreia de 2010. Tamanho interesse se explica em parte pelo jeito recluso da cantora, que vive no interior da Inglaterra, longe dos holofotes e da voracidade dos tabloides. Seu contato com os fãs, portanto, ficava restrito à audição das gravações. Após deixar o casulo e iniciar uma turnê no ano passado, Sade se apresenta pela primeira vez no Rio. Sobe ao palco do HSBC Arena, no sábado (22), acompanhada de Stuart Matthewman (guitarra e saxofone), Paul Denman (baixo), Andrew Hale (teclado) e Paul Cook (bateria). Outros cinco músicos de apoio participam do espetáculo.

Mesmo aos 51 anos, a intérprete não perdeu o poder de encantar tanto pela beleza exótica quanto pelo timbre peculiar. Próxima do rhythm and blues, a sonoridade de Soldiers of Love não passou por mudanças muito radicais. Outras canções do trabalho que devem constar do repertório, além da faixa-título, são Babyfather e The Moon and the Sky. Os momentos mais aguardados da noite, no entanto, são dedicados aos hits. Em apresentações recentes, ela enfileirou The Sweetest Taboo, Love Is Found e Smooth Operator.

Sade. 15 anos. HSBC Arena (10?000 lugares). Avenida Embaixador Abelardo Bueno, 3401, Jacarepaguá, ☎ 3035-5200. Sábado (22), 22h30. R$ 240,00 (nível 3) a R$ 750,00 (premier). Cc: todos. Bilheteria: 10h/18h (seg. a sex.); a partir de 10h (sáb.). Estac. (R$ 20,00). www.hsbcarena.com.br.

Fonte: VEJA RIO