SHOWS

Guinada pop

Roberta Sá mostra no Vivo Rio o repertório de seu quinto CD

Por: Rachel Sterman - Atualizado em

roteiro-shows-abre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Entre os exercícios da aula de pilates, a mãe orgulhosa entregou a Ney Matogrosso uma fita cassete. Sempre gentil, o cantor ouviu a gravação da filha iniciante da colega de ginástica, gostou de sua voz e apostou em seu sucesso. Dez anos depois dessa história curiosa, Roberta Sá chega ao quinto disco, Segunda Pele, provando o acerto da previsão de Ney. No Vivo Rio, a cantora vai defender um repertório bem diferente do gravado em Quando o Canto É Reza (2010) ? o tom agora é mais pop, com guitarras e sintetizadores no lugar da percussão associada à MPB tradicional.

No processo de escolha das músicas do CD, a artista pesquisou a obra de compositores contemporâneos. Nomes como Rubinho Jacobina (Bem a Sós), Dudu Falcão (Você Não Poderia Surgir Agora), Lula Queiroga (Pavilhão de Espelhos) e Pedro Luís (seu marido e parceiro de Mário Sève em Lua) abastecem o disco e a apresentação ao vivo. O único samba da safra recente é O Nego e Eu, de João Cavalcanti. ?A seleção ficou mais pop, mas, por outro lado, tem arranjos bem sofisticados feitos pelo Mario Adnet?, conta a intérprete. Roberta sobe ao palco acompanhada por Antonia Adnet (violões de seis e sete cordas), Sacha Amback (teclados e programações), André Rodrigues (baixo), Paulino Dias (percussão), Edu Neves (flauta e sax), Élcio Cáfaro (bateria) e Moisés Alves (trompete e flugelhorn). A propósito: Cynthia é o nome da mamãe, prosa, mas agora com motivos de sobra.

Roberta Sá. 16 anos. Vivo Rio (2?000 lugares). Avenida Infante Dom Henrique, 85, Aterro do Flamengo, ☎ 2272-2900. Quinta (24), 21h30. R$ 50,00 (setor 3) a R$ 120,00 (camarote A). Bilheteria: 12h/21h (seg. a qua.); a partir das 12h (qui.). Estac. c/manobr. (R$ 20,00). IR. www.vivorio.com.br.

Fonte: VEJA RIO