SHOWS

Solo progressivo

Jon Anderson, ex-líder do Yes, visita o Imperator acompanhado apenas de seu piano e seu violão

Por: Rachel Sterman - Atualizado em

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Há 43 anos na estrada, Jon Anderson se consagrou como uma das mais importantes vozes do rock progressivo. À frente da banda Yes, ele entregou aos fãs hinos do gênero, como Close to the Edge, And You and I e Owner of a Lonely Heart. Em 2008, às voltas com problemas de saúde, não participou de uma turnê do grupo e acabou substituído por Benoit David. Magoado, o astro inglês deu declarações provocantes sobre seu sucessor e seguiu em frente. Na carreira-solo, mantém inabalável a imagem de pioneiro do gênero que deu notoriedade ao seu antigo conjunto: por onde passa, atrai multidões fascinadas por seu timbre agudo, seu peculiar sotaque da região de Lancaster e as longas melodias do repertório que defende. Os números comprovam seu sucesso. Entre o Yes e os projetos paralelos, foram mais de trinta discos lançados e 50 milhões de cópias vendidas.

Na sexta (21), no Imperator - Centro Cultural João Nogueira , Anderson repete a fórmula intimista que deu certo em sua última passagem pelo Brasil, no fim de 2011. Em formato acústico, sozinho no palco, ele solta a voz e se alterna entre o violão e o piano. No programa, relembra clássicos do Yes, como Starship Trooper e Roundabout, além das três já citadas. Da carreira-solo, aparecem canções do último álbum de estúdio, Jon Anderson Survival & Other Stories. Curiosidade: a plateia pode vir a ser brindada com a apresentação em primeira mão da música composta pelo cantor em homenagem à Copa do Mundo de 2014, que acontecerá no Brasil. Brazilian Music Sound já está disponível para compra no site americano Amazon.

Jon Anderson. 18 anos. Imperator ? Centro Cultural João Nogueira (1?500 lugares). Rua Dias da Cruz, 170, Méier, ☎ 3259-1998. Sexta (21), 21h. R$ 80,00. Bilheteria: 14h/20h (ter. a qui.); a partir das 14h (sex.). www.imperator.art.br.

Fonte: VEJA RIO