SHOWS

Um romântico

Ivan Lins visita clássicos e mostra o repertório do novo disco, Amorágio, no Miranda

Por: Rachel Sterman - Atualizado em

roteiro-shows-abre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Dono de voz, repertório e óculos inconfundíveis, ele andava meio sumido. Desde 2007 sem gravar um disco inédito no Brasil, Ivan Lins lança, de quinta (21) a sábado (23), no Miranda, seu quadragésimo álbum: Amorágio. Ao vivo, o cantor, pianista e compositor carioca vai mostrar as onze faixas do CD, quase todas na seara romântica que celebrizou seu autor. A lista vai de um poema de Salgado Maranhão, musicado na faixa-título, a Roda Baiana, canção registrada por Gal Costa em 1983, mas que não chegou a estourar. Outra das novidades, Quero Falar de Amor é, segundo seu criador, uma composição "miltoniana".

Há quatro décadas em atividade, Lins não pretende surpreender os fãs. Recursos contemporâneos, como intervenções eletrônicas, não o seduzem. "Pode ser que essa minha postura seja velha, mas estou chegando a 67 anos, não tenho para onde fugir", diz. Amorágio abriga de xote a sons sertanejos. O toque de renovação coube à participação de colegas mais jovens, como a paulista Tatiana Parra,

o compositor Chico Pinheiro, Maria Gadú e António Zambujo ? com o músico português ele dividiu Fado Saramago, sobre um poema erótico do escritor José Saramago.

As coisas do amor só ficam de fora em Xis do Calendário, inspirada no começo da implantação das UPPs no Rio de Janeiro. Completam o programa clássicos em arranjos atualizados, a exemplo de Madalena. "Nunca vou cansar de cantar essa", avisa. A banda que o acompanha reúne João Gaspar (guitarra), Neymar Dias (violão acústico e viola), Nema Antunes (baixo), Théo Lima (bateria) e Marco Brito (teclado).

Ivan Lins. 16 anos. Miranda (225 lugares). Avenida Borges de Medeiros, 1424 (2º piso), Lagoa, ☎ 2239-0305. Quinta (21), sexta (22) e sábado (23), 22h. R$ 60,00 a R$ 100,00. Bilheteria: 14h/20h (seg. a qua.); a partir das 14h (qui. a sáb.). IC.

Fonte: VEJA RIO