Velha-guarda

Dinossauros do rock progressivo fazem show no Rio

Roger Hodgson, ex-Supertramp, e Jon Anderson, ex-Yes, fazem apresentações-solo relembrando os clássicos

Por: Rafael Cavalieri

Roger Hodgson Jon Anderson
Roger Hodgson e Jon Anderson relembram sucessos (Foto: Divulgação)

Ambos são cantores ingleses, sessentões e têm inconfundível tom de voz agudo. Roger Hodgson, 64 anos, notabilizou-se como líder e compositor do Supertramp, e Jon Anderson, 69, foi um dos fundadores do Yes — bandas do fim dos anos 60 que brilharam na década seguinte e têm fãs fervorosos até hoje. Os dois se apresentam no Vivo Rio: Hodgson no sábado (18) e Anderson no domingo (19). No repertório, exibem os respectivos trabalhos-solo, mas, sensatos, não renegam o passado. O nome nos vocais do Supertramp por treze anos relembra clássicos do grupo, a exemplo de Dreamer e Take the Long Way Home. O antigo vocalista do Yes, que deixou o conjunto em 1979, teve uma recaída quatro anos depois e pulou fora novamente em 1987, garante em seu programa hits da antiga como Roundabout e Owner of a Lonely Heart. 16 anos.

Vivo Rio (2 000 lugares). Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, ☎ 2272-2901. Hodgson: sábado (18), 22h. R$ 160,00 (pista) a R$ 380,00 (camarote A e pista vip). Anderson: domingo (19), 20h. R$ 140,00 (setor 4) a R$ 300,00 (camarote A). Bilheteria: 12h/21h (seg. a sex.); a partir das 12h (sáb. e dom.). Estac. c/manobr. (R$ 30,00). IR. www.vivorio.com.br.

Fonte: VEJA RIO