Roteiro da Semana

1001 noites cariocas

O musical Na Rotina dos Bares faz uma divertida viagem pela história da boemia no Rio

Por: Carlos Henrique Braz - Atualizado em

AVALIAÇÃO ✪✪✪

roteiroteatroabre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Botequins e sofisticadas casas noturnas que fizeram fama na boemia carioca são o cenário e a alma do musical Na Rotina dos Bares. Escrito por Marcos França ? também autor de Aquarelas do Ary, sobre Ary Barroso, e Ai que Saudade do Lago, sobre Mário Lago ?, o espetáculo revisita estabelecimentos cariocas que, entre 1930 e 1976, foram frequentados por nomes como Assis Valente, Carmen Miranda, Aracy de Almeida, Miele, Antonio Maria e Nara Leão.

A ação começa na última noite de funcionamento do Café Lamas, na segunda metade dos anos 70. No endereço original, no Largo do Machado, a casa está prestes a ser demolida para a passagem do metrô. Em uma das mesas se encontra o narrador, Chico, uma versão malandra de Forrest Gump, o personagem de Tom Hanks no cinema que testemunhou diversos fatos históricos ao longo do século XX. Em meio à nostalgia inspirada pelo clima de fim de festa, Chico, vivido por Antonio Pedro Borges na maturidade e por França nas cenas de flashback, começa a desfiar recordações. Ele estava em todas: entre outros feitos, virava noites no Cabaré Apolo, na Lapa, com Noel Rosa, apresentou Tom Jobim a Vinicius de Moraes na Casa Villarino e botou fogo na boate Vogue, em Copacabana.

São acertos da montagem a ágil direção de Ana Paula Abreu, os saborosos diálogos de pegada cômica e a escalação de Antonio Pedro, notório ex-boêmio, perfeito para o tipo. Sua atuação é tão boa que, até nos números de canto, ele compensa a pouca voz com bastante afinação. No elenco, o único a perder o tom em alguns momentos é o próprio França. No desfile de 25 canções, sobressaem Édio Nunes (em Unforgettable), Sheila Matos (Copacabana) e Letícia Medella (sobretudo nas três do repertório de Dolores Duran, a exemplo de A Noite do Meu Bem).

Na Rotina dos Bares (120min). 12 anos. Estreou em 3/9/2011. Teatro Sesc Ginástico (513 lugares). Avenida Graça Aranha, 187, Centro, ☎ 2279-4027. → Quinta a domingo, 19h. R$ 20,00 (qui., sex. e dom.) e R$ 30,00 (sábado). Bilheteria: a partir das 13h (qui. a dom.). Até 2 de outubro.

Fonte: VEJA RIO