ROTEIRO DA SEMANA

Pão e Cinema - 45 Anos de Tropicália

Com 26 títulos, entre curtas e longas, a mostra celebra o movimento tropicalista de terça (10) a domingo (15) na Caixa Cultural

- Atualizado em

Programação

Terça, 10 de setembro:

13h - Terra em Transe, de Glauber Rocha (Brasil, 1967, 111 min,16 anos, ficção)

15h - À Meia Noite com Glauber, de Ivan Cardoso (Brasil, 1997, 16 min, 12 anos, documentário) + Fabricando Tom Zé, de Décio de Matos (Brasil, 2006, 90 min, 10 anos, documentário)

17h - O Bandido da Luz Vermelha, de Rogério Sganzerla (Brasil, 1968, 92 min, 14 anos, ficção)

19h - Toques, de Jomard Muniz de Brito (Brasil, 1975, 7 min, 12 anos, ficção) + Futuro do Pretérito: Tropicalismo Now, de Ninho Moraes e Francisco César Filho (Brasil, 2012, 76 min, 12 anos, documentário)

Quarta, 11 de setembro:

13h - São Bernardo, de Leon Hirzman (Brasil, 1972, 113 min, livre, ficção)

15h - Copacabana, Mon Amour, de Rogério Sganzerla (Brasil, 1970, 85 min, 12 anos, ficção)

17h - Os Mutantes, de Antonio Carlos Fontoura Fontoura (Brasil, 1970, 7 min, livre, documentário) + Pan-cinema Permanente, de Carlos Nader (Brasil, 2008, 82 min, 12 anos, documentário)

19h - Nosferatu no Brasil, de Ivan Cardoso (Brasil, 1970, 27 min, 12 anos, ficção) + pré-estreia de Quatro Elementos em Si ou O Guru Selvagem, de André Martinez (Brasil, 2007, 71 min, 12 anos, documentário)

Quinta, 12 de setembro:

13h - H.O., de Ivan Cardoso (Brasil, 1979, 13 min, 12 anos, documentário) + Jorge Mautner, O Filho do Holocausto, de Pedro Bial e Heitor d'Alincourt (Brasil, 2012, 93 minutos, livre, documentário)

15h - Meteorango Kid, O Herói Intergalático, de André Luis de Oliveira (Brasil, 1969, 85 min, 14 anos, ficção)

17h - Trovoada, de Carlos Nader (Brasil, 1995,16 min, 12 anos, documentário) + Tropicália, de Marcelo Machado (Brasil-EUA-Reino Unido, 2012, 82 minutos, 12 anos, documentário)

19h - Mesa-redonda "Tropicália e Cinema" com Jorge Mautner (cantor, compositor, escritor e cineasta) e Leonardo Luiz Ferreira (jornalista, crítico de cinema e cineasta).

Sexta, 13 de setembro:

13h - Macunaíma, de Joaquim Pedro de Andrade (Brasil, 1970, 110 min, 12 anos, ficção)

15h - Heliorama, de Ivan Cardoso (Brasil, 2004, 14 min, 12 anos, documentário) + Jards, de Eryk Rocha (Brasil, 2012, 93 min, 12 anos, documentário)

17h - O Demiurgo, de Jorge Mautner (Brasil, 1972, 117 min, 14 anos, ficção)

19h - Mito e Contramito da Família Pernambucobaiana, de Jomard Muniz de Brito (Brasil, 1974, 12 min, 12 anos, ficção) + pré-estreia de Hélio Oiticica, de César Oiticia Filho (Brasil, 2012, 94 min, livre, documentário)

Sábado, 14 de setembro:

15h - Meu Nome é Gal, de Antonio Carlos Fontoura (Brasil, 1970, 12 min, livre, documentário) + Uma Noite em 67, de Ricardo Terra e Ricardo Kalil Moraes (Brasil, 2010, 86 min, livre, documentário)

17h - Copacabana, Mon Amour, de Rogério Sganzerla (Brasil, 1970, 85 min, 12 anos, ficção)

19h - O Demiurgo, de Jorge Mautner (Brasil, 1972, 117 min, 14 anos, ficção)

Domingo, 15 de setembro:

15h - Tropicália, de Marcelo Machado (Brasil-EUA-Reino Unido, 2012, 82 minutos, 12 anos, documentário)

17h - pré-estreia de Quatro Elementos em Si ou O Guru Selvagem, de André Martinez (Brasil, 2007, 71 min, 12 anos, documentário)

19h - Os Mutantes, de Antonio Carlos Fontoura Fontoura (Brasil, 1970, 7 min, livre, documentário) + Mito e Contramito da Família Pernambucobaiana, de Jomard Muniz de Brito (Brasil, 1974, 12 min, 12 anos, ficção) + Trovoada, de Carlos Nader (Brasil, 1995,16 min, 12 anos, documentário) + Nosferatu no Brasil, de Ivan Cardoso (Brasil, 1970, 27 min, 12 anos, ficção)

Mostra "Pão e Cinema - 45 anos de Tropicália"

Data: de 10 a 15 de setembro de 2013 (terça-feira a domingo)

Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro - Cinema 1

Endereço: Av. Almirante Barroso, 25, Centro (Metrô: Estação Carioca)

Telefone: (21) 3980-3815

Ingressos: R$ 2,00 (inteira) e R$ 1,00 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes CAIXA pagam meia

Bilheteria: de terça-feira a domingo, das 10h às 20h

Lotação: 78 lugares (mais 3 para cadeirantes)

Acesso para pessoas com deficiência

Fonte: VEJA RIO