EDIÇÃO DA SEMANA

Exposições

Percorremos as melhores exposições da semana para indicar o que você não pode perder

Por: Rafael Teixeira

? ESTREIA

Nelson Felix

Obras inéditas compõem a individual Flautas e Cactus. São três esculturas em mármore carrara e duas em bronze, além de duas séries de desenhos. Nos trabalhos, o artista faz referência a poemas da portuguesa Sophia Breyner e do catalão Joan Brossa. R$ 15?000,00 a R$ 180?000,00.

Galeria H.A.P. Rua Abreu Fialho, 11, Jardim Botânico, ☎ 3874-2830/2796. Segunda a sexta, 11h às 18h; sábado, 13h às 18h. Grátis. Até 30 de setembro. A partir de segunda (25).

? em cartaz

artevida

Cerca de 300 trabalhos, de 120 artistas de 35 nacionalidades, integram a alentada coletiva, espalhada por quatro frentes e espaços distintos. Em ✪✪✪ (corpo), na Casa França-Brasil, marcam presença 63 nomes, incluindo figuras de peso na arte brasileira, como Anna Bella Geiger, Lygia Clark, Lygia Pape e Antonio Dias. Na Biblioteca Parque Estadual está (arquivo), com centenas de documentos do artista pernambucano Paulo Bruscky e da argentina Graciela Carnevale. A Escola de Artes Visuais do Parque Lage apresenta, em (parque), uma individual da alagoana Martha Araújo, uma instalação do japonês Tsuruko Yamazaki e outra do beninense Georges Adéagbo. O MAM recebe ✪✪✪ (política), com obras de 54 artistas, parte delas com referências a regimes autoritários.

Casa França-Brasil. Rua Visconde de Itaboraí, 78, Centro, ☎ 2332-5120. → Terça a domingo, 10h às 20h. Grátis. Biblioteca Parque Estadual. Avenida Presidente Vargas, 1261, Centro, ☎ 2332-7225. → Terça a domingo, 10h às 20h. Grátis. Escola de Artes Visuais do Parque Lage ? Palacete. Rua Jardim Botânico, 414, Jardim Botânico, ☎ 3257-1800. → Segunda a quinta, 9h às 19h; sexta a domingo, 9h às 17h. Grátis. Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, Centro, ☎ 3883-5600. → Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, domingo e feriados, 11h às 18h. Grátis. Estac. (R$ 5,00 para visitantes do museu). Até 21 de setembro.

Ascânio MMM

Português radicado no Brasil desde o fim dos anos 50, Ascânio MMM exibe Quasos, nova série de trabalhos com alumínio. Criadas neste ano, as dez obras são tramas de alumínio de comprimentos variados, fixadas por tarraxas em diferentes graus de aperto. R$ 20?000,00 e R$ 95?000,00,

Marcia Barrozo do Amaral Galeria de Arte. Avenida Atlântica, 4240 (Shopping Cassino Atlântico), subsolo, loja 129, Copacabana, ☎ 2267-3747. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 14h às 17h. Grátis. Até 19 de setembro.

✪✪✪ J. Carlos. Leia em Veja Rio Recomenda.

✪✪✪ Jan Siebert

Em Natureza Urbana, o pintor alemão, radicado no Rio desde 2009, apresenta 25 belos trabalhos. A exposição é dividida em dois espaços: o primeiro concentra a produção dedicada à paisagem urbana e o segundo reúne retratos e ambientes interiores. Algumas imagens trazem uma fugaz impressão de hiper-realismo.

Centro Cultural Correios. Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, ☎ 2253-1580. → Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até 28 de setembro.

✪✪✪ Joan Miró

Expoente da arte surrealista, o catalão tem exibidos 69 trabalhos sobre papel em A Magia de Miró, Desenhos e Gravuras. Na seleção, uma série de estudos para futuras obras permite uma apreciação do processo criativo do artista. Registradas pelo curador Alfredo Melgar, amigo de Miró, 23 fotografias em preto e branco completam a mostra.

Caixa Cultural ? Galeria 3. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 3980-3815, ? Carioca. → Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até 28 de setembro.

Marcelo Tinoco

Na individual Histórias Naturais, o fotógrafo paulistano expõe doze obras em grande formato. Primeiro, ele fotografa a natureza, animais, pessoas e cidades. Depois, separa e arquiva as fotos. Por fim, através de um processo de montagem digital, constrói obras que se assemelham a telas.

Caixa Cultural ? Galeria 1. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 3980-3815, ? Carioca. → Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até 19 de outubro.

Marcos Chaves

O artista estrela a primeira exposição na recém-inaugurada filial carioca da galeria paulista. No 1º andar é exibida a instalação Academia, reunião de esculturas construídas com cimento, tubos de ferro, pneus e madeira inspirada nos locais para a prática de exercícios ao ar livre que se espalham pelo Rio. O 2º piso recebe em torno de vinte fotografias da série Sugar Loafer, espécie de crônica visual composta a partir da imagem do Pão de Açúcar. A partir de R$ 2?000,00.

Galeria Nara Roesler. Rua Redentor, 241, Ipanema, ☎ 3591-0052. → Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 11h às 15h. Grátis. Até 7 de setembro.

✪✪✪ Mauro Restiffe

Em São Paulo, Fora de Alcance, o fotógrafo exibe dezoito registros feitos com câmera Leica e filme preto e branco de baixa sensibilidade, resultado de caminhadas por diversos bairros paulistanos.

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. → Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça a sexta, às 17h. Até 14 de setembro.

✪✪✪ Milton Machado

Batizada como Cabeça, a exposição é a primeira retrospectiva do artista carioca. São reunidos mais de uma centena de trabalhos, entre desenhos, pinturas, fotografias, vídeos e esculturas, produzidos desde 1969.

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis. Até 29 de setembro.

Ocupação Zuzu

A estilista Zuzu Angel (1921-1976) tem sua trajetória recontada nos mais de 400 itens que integram a mostra. Há vestidos, cro­quis, documentos, objetos, fotos e cartas. Na correspondência, chamam atenção as mensagens endereçadas por Zuzu a personalidades brasileiras e estrangeiras, militares, políticos, artistas e intelectuais na busca pelo filho Stuart, preso e assassinado pela ditadura militar brasileira.

Paço Imperial. Praça XV de Novembro, 48, Centro, ☎ 2215-2093. → Terça a domingo, 12h às 18h. Grátis. Até 2 de novembro.

Oscar Niemeyer ? Clássicos e Inéditos

Cerca de 300 itens sobre a carreira do arquiteto, entre plantas, croquis, maquetes, fotografias e vídeos, se espalham por mais de 1?000 metros quadrados. Chamam especial atenção cerca de cinquenta projetos que nunca saíram do papel, como casas desenhadas para Oswald de Andrade e Sérgio Buarque de Holanda, em São Paulo. Também há referências às suas obras mais notáveis, como o Edifício Gustavo Capanema e o Sambódromo, no Rio, o Palácio do Planalto e o Congresso Nacional, em Brasília.

Paço Imperial. Praça XV de Novembro, 48, Centro, ☎ 2215-2093. → Terça a domingo, 12h às 18h. Grátis. Até 2 de novembro.

Poster for Tomorrow

Cem cartazes que abordam o tema dos direitos humanos integram a mostra. Um dos destaques é o trabalho do israelense Yossi Lemel, com um jovem usando um lápis como lança e a frase "Educação é a arma mais poderosa para mudar o mundo", de Nelson Mandela.

Caixa Cultural ? Galeria 2. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 3980-3815, ? Carioca. → Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até 12 de outubro.

✪✪✪✪ Richard Serra

Para instalar seus 38 imponentes desenhos na mansão em que morou o embaixador Walther Moreira Salles, o americano Serra solicitou a remoção das paredes falsas sobre superfícies envidraçadas. A luz natural valoriza lindamente as criações.

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. → Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça a sexta, às 17h. Até 28 de setembro.

Rubens Gerchman ? Com a Demissão no Bolso

A mostra destaca a atuação de Rubens Gerchman (1942-2008) como educador, através da exibição de material de arquivo do instituto que leva seu nome ? há fotos, documentos, cartazes e áudios. Trinta obras do artista completam o acervo apresentado.

Casa Daros. Rua General Severiano, 159, Botafogo, ☎ 2275-0246. → Quarta a sábado, 11h às 19h; domingo, 11h às 18h. Grátis. Até 8 de fevereiro de 2015.

✪✪✪✪ Salvador Dalí

O gênio do surrealismo tem sua mostra mais expressiva apresentada no Brasil. São 150 peças ? 29 pinturas e oitenta desenhos e gravuras, além de documentos e fotografias.

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis. Até 22 de setembro.

✪✪✪ Sergio Fingermann

Em Se Noite Fosse Água ? Sequências, o artista paulistano exibe treze óleos (trabalhos individuais, trípticos e um políptico) com o mesmo nome da mostra, distintos apenas na numeração. Mais três séries, duas delas com interferências de pinturas sobre impressões em papel e uma delas também batizada com o nome da exposição, completam o acervo apresentado.

Museu Nacional de Belas Artes. Avenida Rio Branco, 199, Centro, ☎ 3299-0600, ? Cinelândia. → Terça a sexta, 10h às 18h; sábado, domingo e feriados, 12h às 17h. R$ 8,00 (pelo mesmo valor, o ingresso-família contempla até quatro parentes). Grátis no domingo. Até 28 de setembro.

Street Art ? Um Panorama Urbano

Alguns dos nomes mais expressivos da arte urbana mundial estão reunidos na coletiva. O destaque é Everyday a Fresh Load of Compromise (2006), do inglês Banksy.

Caixa Cultural ­? Galeria 4. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 3980-3815, ? Carioca. → Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até 12 de outubro.

Fonte: VEJA RIO