é de graça

Confira 45 atrações gratuitas para curtir o fim de semana

Um guia com programas para se divertir sem gastar dinheiro, com festas, exposições e muito mais

Por: Redação Veja Rio

ESPECIAL

Festival Rio nas Montanhas

Escalada no Rio
Escalada no Rio: relevo acidentado faz da cidade meca no esporte (Foto: Pedro Kirilos/Riotur)

Maior centro urbano de escalada do mundo, a cidade é palco do festival Rio nas Montanhas, que une montanhismo e programas culturais. Entre as atividades previstas, o público vai plantar árvores nativas da Mata Atlântica e assistir ao espetáculo Coisas, que integra dança contemporânea, circo e exercícios de montanhismo. Outras atrações da 2ª Semana Brasileira de Montanhismo são as oficinas de escalada e slackline. Mais detalhes aqui.

Praça general Tibúrcio, Praia Vermelha. ☎ 3325-0102. Sexta (1º) a domingo (3), 9h/17h. Grátis. Inscrições no site: www.rionasmontanhas.com

Feira do Rio Antigo

Rio Antigo na Lavradio
Rio Antigo ocupa a rua do Lavradio (Foto: Divulgação)

A tradicional feirda dos sábados na Rua do Lavradio terá edição especial dedicada ao Dia das Mães com mais de 400 expositores. A partir das 16h30,  o grupo Samba de Raiz anima os presentes com uma apresentação em frente a Praça Emilinha Borba. Ali perto, a Praça Tiradentes tambpem recebe uma programação cultural a partir das 14h com pocket show de Fábio Neves e dj Wilson, oficina de azulejaria na Galeria Scenarium, aula de dança afro e Feira Gastronômica.

Rua do Lavradio, entre a Avenida Mem de Sá e a Avenida Visconde do Rio Branco, Centro. Sábado (2), das 10h às 19h. Grátis.

O Mercado

Evento que reúne arte, moda e decoração, O Mercado tem sua 28ª edição dedicada às mães e às noivas. Ao todo 100 marcas participam do evento oferecendo um pouco de tudo: moda feminina, masculina, infantil, acessórios, calçados e decoração além de uma pequena exposição de arte. Para embalar as compras, o DJ Galalau recebe a convidada Graziella Ximenes.

Salão Nobre do Fluminense - Rua Álvaro Chaves, 41 Laranjeiras. Sábado (2) e domingo (3), das 14h às 21h. Grátis.  

 Retoke Bazar

Retoke Bazar
Retoke Bazar oferece diversas opções de presentes (Foto: Alda Oliveira)

O evento prepara uma decoração temática de amor com mimos e surpresas para as mães. São quase mil peças de mais de 50 estilistas, grifes independentes e artesãos cariocas disponíveis no Teatro Odisseia e no Bar Improvido, ne sábado (2), das 11h às 18h.

Bar Improviso - Rua Mem de Sá 80, Lapa e Teatro Odisseia - Rua Mem de Sá 66, Lapa. Sábado (2), das 11h às 18h. Grátis.

SHOWS

Veja quais são os principais shows da semana no Rio

Quarteto Brasileirinho

QUARTETO BRASILEIRINHO
Quarteto Brasileirinho (Foto: Divulgação)

Formado por músicos da região que, há mais de  50 anos  preservam a  identidade musical se apresentando para várias gerações, o quarteto tocará muito choro e sambas consagrados, de forma envolvente e alegre, prometendo agitar todo o público.

Santa Cruz Shopping fica na Rua Felipe Cardoso, 540 – Santa Cruz. Domingo (3), 18h.

Rio Harp Festival

Orquestra Brasileira de Harpas
(Foto: Divulgação)

Realizado anualmente no mês de maio, o Rio Harp Festival, festival internacional de harpas, entra em sua décima edição. Um evento promovido pelo projeto Música no Museu. Esta edição reúne 40 músicos de 25 países e 150 concertos. Entre os destaques estão: Vincenzo Zitello (Itália), Maria Rosa Calvo y Manzano ( Espanha),  Olga Mazzia (Itália) - 1ª harpista do Scalla de Milão -, Baltazar Juarez (México) - da Orquestra Sinfonica do México -, Kaori Otake (Japão) - vice-presidente do Congresso Mundial de Harpas -, Yerko Lorca (Espanha), Mário Falcão (Portugal).+ Confira a programação completa aqui.

Choro no Parque

img_1621_r
Quarteto de Choro se apresenta no Parque das Ruínas (Foto: Divulgação)

Neste domingo (3), as convidadas do Quarteto de Choro, projeto que acontece toda semana no Parque das Ruínas, são Amélia Rabello e Teca Calazans.  A apresentação acontece entre 12h e 14h e pode ser acompanhada por um café da manhã tardio no delicioso Café das Ruínas.

Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas - Rua Murtinho Nobre, 169, Santa Teresa. Domingo (3), das 12h às 14h.

Rodrigo Santos 

O baixista do Barão Vermelho dá início às comemorações do Dia das Mães neste sábado (2). Além disso, o Recreio Shopping oferece estacionamento gratuito durante quatro horas mediante consumo mínimo de R$20 de sexta (1) a domingo (3).

Recreio Shopping. Avenida das Américas, 19.019, no Recreio dos Bandeirantes.

Aprígio Bertholdo

Aprígio Bertholdo
Aprígio Bertholdo se apresenta neste domingo (Foto: Divulgação)

O cantor, que participou recentemente da primeira edição do quadro “Os Iluminados”, do programa “Domingão do Faustão”, tem como influências a MPB, o Rock’n Roll e músicas das décadas de 70, 80 e 90, e pretende animar o público com clássicos antigos e modernos da música pop nacional e internacional.

Center Shopping Rio - na Avenida Geremário Dantas, 404, Jacarepaguá. Domingo (3), 19h.

FESTA

DUO

DUO
Festa anima o 00, na Gávea, com entrada gratuita até as 20h (Foto: Divulgação)

A festa começa às 5pm e vai até às 5am animada pelos DJs mais consagrados da cena eletrônica.

00 Gávea. Avenida Padre Leonel Franca, 240, Gávea. Domingo (03), 17h/5h. Grátis (17h às 21h); R$ 25,00 (21h às 22h); R$ 50,00 (após 22h).

+ Outras festas que agitam a noite do Rio

CRIANÇAS

Oficina de porta-retrato

As crianças poderão tirar uma foto com a mãe para colocar no porta-retratos confeccionados por elas. A atividade – com duração de três horas – acontece a partir das 17h, no 2º piso. Os interessados podem ser inscrever no local, 30 minutos antes. São 100 vagas.

São Gonçalo Shopping. Avenida São Gonçalo 100, Boa Vista, São Gonçalo. Domingo (3), 17h.

As melhores atrações infantis do Rio 

Eureka!!

Eureka!!
(Foto: Fernanda Tomaz)

Em cartaz até o fim de maio, Eureka!!!, show da banda formada por integrantes da trupe Irmãos Brothers, alia números de picadeiro a repertório que passeia por rock, reggae, pop, baião, marchinha e música brega. Baseada nas doze faixas do CD homônimo, a apresentação é recheada de letras divertidas, mas críticas — os temas vão de rebeldia adolescente a direitos autorais —, que também costumam agradar aos pais.

Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas (200 lugares). Rua Murtinho Nobre, 160,Santa Teresa, ☎ 2224-3922. (80min). Rec. a partir de 5 anos. Sábado e domingo, 18h. Grátis. Até 31 de maio.

Museu Naval

Com as obras de demolição da Perimetral na Praça XV, os passeios que antes saíam do Espaço Cultural da Marinha agora partem do Museu Naval, ali perto, onde também se encontra a exposição O Poder Naval na Formação do Brasil. De lá os grupos seguem, aos sábados e domingos, para uma volta de barco pela Baía de Guanabara, passando por dezessete pontos turísticos. De ônibus, a visita é à Ilha Fiscal, local do último baile do Império, em 1889 — cenários com informações sobre a ilha foram reformulados recentemente. Rec. a partir de 2 anos. 

Museu Naval. Rua Dom Manuel, 15, Centro, ☎ 2532-5992 (seg. a sex.) e 2104-5506 (sáb. e dom.). Terça a domingo, 12h às 17h. Grátis. Passeio de barco (70 lugares): sábado e domingo, 13h15 e 15h15. R$ 20,00. Ilha Fiscal (60 lugares): sábado e domingo, 12h30, 14h e 15h40. R$ 20,00.

Museu Aeroespacial

museu aeroespacial
Museu Aeroespacial: coleção de noventa aeronaves (Foto: Divulgação/Museu Aeroespacial)

Do teco-teco a velozes jatinhos, passando por uma réplica do pioneiro 14-Bis, a história da aviação se encontra guardada nesta tradicional e ampla instituição inaugurada em 1976. A principal atração é a exposição permanente de noventa aeronaves, mas também são exibidos motores usados nas duas guerras mundiais, além de objetos e documentos sobre a vida e a obra de Santos Dumont. Completa a visita a mostra Edu Chaves — Época Heroica da Aviação, sobre o piloto Eduardo Pacheco Chaves (1887-1975), aviador civil pioneiro no voo entre as cidades do Rio e de São Paulo. Rec. a partir de 3 anos. 

Museu Aeroespacial. Avenida Marechal Fontenelle, 2000, Campo dos Afonsos, ☎ 2108-8955. Terça a sexta, 9h às 15h. Sábado, domingo e feriados, 9h30 às 16h. Grátis.

Circuito  Frozen

O circuito se passa dentro de um espaço baseado no castelo de gelo da rainha Elsa. Lá as meninas poderão experimentar fantasias das personagens Anna e Elsa no camarim, trabalhar na confecção da coroa de Anna, curtir o jogo Wii Infinity Frozen e um estúdio para gravar o trecho congelante com a música tema do filme, em que cada participante poderá mostrar o seu talento podendo levar de lembrança um CD com a sua performance, além de jogos cartonados e painel de fotos.

West Shopping. Estrada do Mendanha, 555, Campo Grande. Segunda a quinta e feriados, 15h às 21h; sexta e domingo, 13h às 21h; sábados, 11h às 21h. Até 24 de maio.

Espaço Homem-Aranha

O circuito revela um cenário de metrópole, que convida os meninos a superar obstáculos e vencer desafios. Para isso, eles deverão atravessar o misterioso espaço de teias, jogar o game Infinity e se divertir no playground.

West Shopping. Estrada do Mendanha, 555, Campo Grande. Segunda a quinta e feriados, 15h às 21h; sexta e domingo, 13h às 21h; sábados, 11h às 21h. Até 24 de maio.

Clubinho do Downtown 

Neste sábado (2), As crianças serão apresentadas às profissões. O destaque fica por conta da contação de história, de música com mini-instrumentos, da massa mágica, das brincadeiras meus pintinhos venham cá e jacaré tá na lagoa, além da oficina de reciclado e roda. Já no domingo (3), a programação é especial de Dia das Mães com oficina de colagem para confecção de cartão, brincadeiras de roda e futlençol. As atividades são voltadas para crianças de até oito anos de idade.

Downtown. Avenida das Américas, 500, Barra da Tijuca. Sábado (2) e domingo (3), 15h às 18h.

João e Maria

João e Maria - Brincadeira tem Hora - Bangu Shopping
Peça João e Maria tem exibição no Bangu Shopping (Foto: Divulgação)

Apresentação do tradicional peça infantil baseada no conto de fadas dos irmãos Grimm e apresenta uma leitura moderno, participativa e educativa, que garante emoção e boas risadas.

Bangu Shopping. Rua Fonseca, 240, Bangu. Domingo (3), 17h.

TEATRO

Segredos

Segredos
Peça Segredos tem exibições gratuitas (Foto: Thiago Facina)

Neste espetáculo, os segredos verdadeiros do público, escritos anonimamente em papeis antes da apresentação e depositados em uma urna a ser usada em cena, são a inspiração para a encenação da noite. Confissões como “Penso em outro homem quando transo com meu marido”, “Já joguei veneno para o cachorro da vizinha” e “Finjo que estou dormindo no metrô para não ceder o lugar a idosos” ganham vida nos palcos como argumento para a criação cênica. Antes das apresentações, a Cia Teatro do Nada irá ministrar uma oficina de Improvisação teatral.

Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas - Rua Murtinho Nobre, 169, Santa Teresa. Telefone: 3259-1567. Peça: sábado (2), 19h30 e domingo (3), 19h. Oficina: das 15h às 18h. contato@paguproducoes.com.br.

 7ª Edição do Festival Palco Giratório

palco giratório 7
Inaptos A que se destinam, Teatro de Anônimo (RJ) (Foto: Celso Pereira)

O público poderá conferir espetáculos de dança e teatro de 18 grupos de diferentes regiões do Brasil, além de participar de oficinas de dramaturgia, dança e teatro de rua. Confira mais informações aqui.

+ Os principais espetáculos em cartaz na cidade

EXPOSIÇÕES

John Nicholson

Há quase quarenta anos vivendo no Rio, o artista americano tira das areias cariocas a inspiração para as pinturas exibidas em A Praia. A série retrata o cotidiano de banhistas na Zona Sul. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas. Rua Murtinho Nobre, 169, Santa Teresa, ☎ 2215-0621. Terça a domingo, 8h às 20h. Grátis. Até o dia 31. A partir deste domingo (3).

O teste dos museus do Rio

Elifas Andreato

Um dos principais ilustradores de capas da indústria fonográfica brasileira, o artista gráfico tem cerca de quarenta trabalhos exibidos. Estações multimídia apresentam depoimentos do próprio Andreato sobre sua obra.

Centro Municipal de Referência da Música Carioca Artur da Távola. Rua Conde de Bonfim, 824, Tijuca. Tel.: (21) 3238-3831. Terça a domingo, 10h às 18h. Grátis. Até 13 de dezembro.

Horizonte Generoso — Uma Experiência no Pará

Luiz Braga
Banho Marajoara, da série Nightvisions: foto de Luiz Braga (Foto: Luiz Braga/Divulgação)

Depois de produzir uma coletiva inteiramente dedicada a artistas do Maranhão, realizada em 2013, a marchande Luciana Caravello dá sequência ao seu projeto de mapear a arte contemporânea do país. Agora, exibe trabalhos de criadores paraenses a partir de segunda (20), em sua galeria no bairro de Ipanema. Organizada sob a curadoria de Bernardo Mosqueira, a mostra apresenta 36 obras de oito autores: Alberto Bitar, Alexandre Sequeira, Armando Queiroz, Elza Lima, Guy Veloso, Keyla Sobral, Luiz Braga e Orlando Maneschy. Os trabalhos selecionados mostram pinturas, desenhos, criações em técnica mista, objetos e fotografias. Dessa última ala, são especialmente belas as três imagens da série Nightvisions, assinada por Luiz Braga.

Luciana Caravello Arte Contemporânea. Rua Barão de Jaguaripe, 387, Ipanema, ☎ 2523-4696. → Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 11h às 15h. Grátis. Até 16 de maio. A partir de segunda (20).

✪✪✪ Apreensões e Objetos do Desejo: Obras Doadas pela Receita Federal ao MNBA

Dezenove obras de arte apreendidas pela Receita Federal em outubro do ano passado agora integram a coleção do MNBA e são exibidas nesta coletiva. Há criações de nomes importantes, como o italiano Michelangelo Pistoleto, o indiano Anish Kapoor, o inglês Antony Gormley e os brasileiros Daniel Senise, Cildo Meireles e Beatriz Milhazes.

Museu Nacional de Belas Artes. Avenida Rio Branco, 199, Centro, ☎ 3299-0600, ↕ Cinelândia. → Terça a sexta, 10h às 18h; sábado, domingo e feriados, 12h às 17h. Grátis até maio. A partir de junho, R$ 8,00 (pelo mesmo valor, o ingresso-família contempla até quatro parentes) e grátis aos domingos. Até 3 de maio.

Carlos Bracher

Carlos Bracher
Paisagem de Ouro Preto ll (2004): na exposição (Foto: Divulgação)

Do alto de quase seis décadas de carreira, o artista mineiro ganha uma retrospectiva com mais de 100 obras. Retratos, autorretratos, paisagens e naturezas-mortas compõem parte expressiva de sua produção.

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis. Até 1º de junho.

Eija-Liisa Ahtila

Eija-Liisa Ahtila
Obra de Eija-Liisa Ahtila: finlandesa é expoente na área de vídeos (Foto: Divulgação)

Nome importante entre os criadores que trabalham com imagem em movimento na cena contemporânea, a artista finlandesa faz sua primeira individual no Brasil. Vídeos e videoinstalações compõem a mostra.

Oi Futuro Flamengo. Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo, ☎ 3131-3060, ↕ Largo do Machado. → Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Até 7 de junho.

As exposições em cartaz na cidade

✪✪✪✪ Jean-Baptiste Debret

Integrante da Missão Artística Francesa, movimento que revolucionou o panorama das belas-artes no Brasil no início do século XIX, Debret tem 120 obras exibidas aqui. Pertencentes à Coleção Castro Maya, os trabalhos retratam cenas do Rio, em especial aquelas referentes à relação entre homens livres e escravos no país, tema caro ao artista.

Centro Cultural Correios. Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, ☎ 2253-1580. → Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até 3 de maio.

Tribos do Brasil

Tribos do Brasil
Último dia da exposição Tribos do Brasil (Foto: Divulgação)

A exposição reúne fotos de índios de diferentes regiões do Brasil e objetos que mostram um pouco da cultura indígena, cocares, cestos de palha, armas, vestimentas e cerâmicas como parte da I Jornada Brasileirindio, que tem como objetivo discutir as variações da cultura indígena e sua importância para a formação da identidade brasileira.

Centro Cultural da UNISUAM. Avenida Paris, 72 – Bonsucesso. Sábado (2), das 8h às 12h.

Osmar Dillon

Osmar Dilon
Obra de Osmar Dilon: integrante do movimento neoconcreto (Foto: Pat Kildore/Divulgação)

Um dos participantes do movimento neoconcreto, Dillon (1930-2013) tem obras produzidas entre 1959 e 1972 reunidas na individual Não Ob­je­tos Poéticos. Alguns dos trabalhos foram expostos apenas uma vez há mais de cinquenta anos, caso de Palavra em Branco e Palavra em Vermelho, ambos de 1970.

Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica. Rua Luís de Camões, 68, Centro, ☎ 2232-4213 e 2242-1012. → Segunda a sexta, 11h às 18h; sábado e feriados, 11h às 17h. Grátis. Até 23 de maio.

Paulo Roberto Leal​, Ana Vitória Mussi, Alex Cerveny e José Pedro Croft

Quatro individuais ocupam simultaneamente o Paço Imperial, no primeiro bloco de exposições de 2015 no endereço. Em todo o 1º andar, Espaços Articulados reúne cerca de 100 telas e três instalações de Leal, artista morto prematuramente aos 46 anos. Imagética (1968-2015), de Ana Vitória, apresenta 26 trabalhos em quatro salas do 3º piso. Na maioria deles, ela desconstrói a ideia convencional de fotografia. Cerveny estrela Glossário dos Nomes Próprios, com trinta obras. À exceção da pintura sobre linho que dá nome à mostra, todas as outras criações são desenhos com nanquim em papel de arroz, técnica a que ele começou a se dedicar após uma viagem à China, em 2013. Por fim, em Fora de Sítio, o escultor português José Pedro Croft mostra peças que flertam com a ideia de descontextualização na arte.

Paço Imperial. Praça XV de Novembro, 48, Centro, ☎ 2215-2093. → Terça a domingo, 12h às 18h. Grátis. Até 7 de junho.

✪✪✪✪✪ Rio: Primeiras Poses — Visões da Cidade a Partir da Chegada da Fotografia (1840-1930)

Rio Primeiras Poses
Paisagem de Santa Teresa, por Marc Ferrez (c. 1885). Aqui, mais curioso do que a paisagem (com a Rua Cândido Mendes, que sobe da Glória, no canto inferior direito) é a dupla aparição do próprio Ferrez, de calça mais clara, e de um amigo desconhecido na foto. A explicação é simples: a câmera era dotada de um mecanismo de varredura, que produzia uma imagem ao longo de vários minutos a partir de cliques sucessivos. Enquanto o equipamento fazia a panorâmica, os amigos mudavam de lugar diante da lente para aparecer duas vezes na mesma imagem (Foto: Marc Ferrez/Coleção Gilberto Ferrez/Acervo Instituto Moreira Salles)

Cerca de 450 imagens, registros do Rio entre meados do século XIX e início do seguinte, compõem esta alentada e imperdível exposição em homenagem ao aniversário de 450 anos da cidade. Há fotografias de pioneiros como Marc Ferrez, Augusto Malta e Georges Leuzinger. Recursos multimídia permitem a ampliação de boa parte das imagens.

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400 e 3206-2500. → Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas na quinta e na sexta, às 17h. Até 31 de dezembro.

Maria Lynch

O imponente salão central do térreo recebe ambientação inusitada para a individual da artista carioca: o piso está inteiramente coberto por pipocas e as sete pinturas em grande formato reunidas são dispostas próximos ao solo. O acervo conta ainda com uma escultura de parede e quatro de chão. A partir de R$ 3 000,00.

Anita Schwartz Galeria de Arte. Rua José Roberto Macedo Soares, 30, Gávea, ☎ 2274-3873 e 2540-6446.  → Segunda a sexta, 10h às 20h; sábado,12h às 18h. Grátis. Até 9 de maio.

Daniel Buren

Um dos grandes nomes da arte conceitual desde os anos 60, o francês Daniel Buren apresenta um site specific, tipo de instalação inteiramente desenvolvida em função do espaço em que é apresentada.

Galeria Nara Roesler. Rua Redentor, 241, Ipanema, ☎ 3591-0052. → Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 11h às 15h. Grátis. Até 2 de maio.

Rodrigo Braga

Rodrigo Braga
Exposição de Rodrigo Braga: instalação com troncos de palmeiras imperiais (Foto: Divulgação)

Conhecido por sua pesquisa sobre a relação entre homem e natureza, o artista nasceu em Manaus, foi criado no Recife e mora no Rio há quatro anos. Para esta mostra, ele criou uma instalação, batizada de Tombo, com troncos de pal­mei­ras-im­pe­riais.

Casa França-Brasil. Rua Visconde de Itaboraí, 78, Centro, ☎ 2332-5120. → Terça a domingo, 10h às 20h. Grátis. Até 24 de maio.

Bruno Veiga

Na individual Polípticos, o premiado fotógrafo faz arte, através de dezoito imagens, a partir de fragmentos da propaganda política que tomou conta das ruas no processo eleitoral de 2014. R$ 3 500,00 a R$ 10 000,00.

Galeria da Gávea. Rua Marquês de São Vicente, 431, loja A, Gávea, ☎ 2274-5200. Segunda a sexta, 11h às 19h (visitas agendadas por telefone). Até 15 de maio. 

✪✪✪✪✪ William Eggleston

Se Liga
Obra de Juan Fontanive: na exposição Se Liga (Foto: Divulgação)

Aos 76 anos e ainda fazendo seus cliques, o americano trouxe o status de arte para a fotografia colorida na década de 70. Dotadas de enorme senso de composição, 170 imagens estão em A Cor Americana. As cores vibrantes do acervo não escondem um fio de melancolia, notável em personagens que parecem saídos de uma tela de Edward Hopper. Na mesma linha, o que dá a impressão de ser uma ode à modernização americana em fotos de carros, letreiros e outdoors deixa antever certa decadência.

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400 e 3206-2500. → Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas na quinta e na sexta, às 17h. Até 28 de junho.

Se Liga — Arte, Ciência e Imaginação

Se Liga
Obra de Juan Fontanive: na exposição Se Liga (Foto: Divulgação)

Pontos de contato entre estética e conhecimento estão em foco na terceira edição da lúdica mostra Se Liga — Arte, Ciência e Imaginação, que abre na quarta (8) no CCBB. Como nas exposições anteriores, obras de artistas brasileiros e estrangeiros evocam, questionam, subvertem ou ironizam conceitos científicos. O acervo reúne trabalhos como The Minibook of Major Events, do americano Evan Lorenzen, um livro menor do que uma caixa de fósforos com páginas ilustradas por grandes episódios da história da humanidade. Também americano, Bedegeuse exibe colagens surrealistas que inserem elementos da flora e da fauna na anatomia humana. Entre os brasileiros presentes estão a cearense Luzia Simos, com criações hiper-realistas, e o mineiro Cao Guimarães, autor de uma videoinstalação batizada de Concerto para Clorofila. A parte mais divertida, porém, deve ser mesmo a das instalações e obras interativas desenvolvidas pelo estúdio carioca M’Baraká. Logo na primeira sala, por exemplo, haverá uma mesa com uma espécie de tangram (um tipo de quebra-cabeça chinês) que poderá ser manipulado pelo público.

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis. Até 25 de maio.

Atemporal

Artistas jovens e pouco conhecidos integram o movimento que dá nome à mostra, cujas exposições vêm ocupando espaços alternativos da cidade há quatro anos. Em sua primeira coletiva em uma galeria convencional, quinze deles exibem obras em diversas técnicas. Preços sob consulta.

Graphos: Brasil. Rua Siqueira Campos, 143 (Shopping dos Antiquários), sobreloja 129, Copacabana, ☎ 2256-3268 e 2255-8283. → Segunda a sexta, 11h às 19h. Grátis. Até 2 de maio.

História dos Mares

A Piscina Benjamin Rothstein
A Piscina, de Benjamin Rothstein (Foto: Divulgação)

A mostra reúne 12 trabalhos, produzidos por Benjamin Rothstein entre 2009 e 2015, nos quais o artista reflete sobre temas que permeiam a imensidão do oceano. São pinturas em acrílico que levam títulos como “O barquinho naufragou”, “Memória de infância”, “Incompletude” e “Brincando de garrafa”.

Galeria Patricia Costa. Av. Atlântica, 4240, loja 226, Shopping Cassino Atlântico, Copacabana. Segunda a sexta, 11h às 19h. Sábados, das 12h às 18h. Até 12 de maio.

Azul Cobalto – Azulejos e Memórias

A mostra traz a Coleção do sócio do Grupo Scenarium Nelson Torzecki, garimpada, ao longo de mais de 20 anos. A exposição é composta por cerca de 100 painéis estruturados a partir de peças utilizadas dos séculos XVI ao XX, algumas nunca expostas anteriormente. 

Galeria Scenarium. Rua do Lavradio, 15, Lapa. Terça a sábado, 13h às 19h.

Traço Livre - dos limites do humor à liberdade de expressão

A mostra é inspirada nos fatos relacionados com o atentado ao jornal francês Charlie Hebdo, e traz uma reflexão sobre os limites do humor no mundo atual. A exposição conta com 24 obras, divididas entre chargistas e ilustradores/artistas gráficos, de diversas gerações e estilos, como Ziraldo, Aroeira, Jaguar e Paulo Caruso. Haverá também debates sobre temas ligados à mostra, como liberdade de expressão. 

Galeria Scenarium. Rua do Lavradio, 15, Lapa. Terça a sábado, 13h às 19h. Até 9 de maio.

Sobre a Delicadeza das Coisas

Leonardo Ramadinha Borboleta
Borboleta, de Leonardo Ramadinha (Foto: Divulgação)

Em busca da sutileza das cenas cotidianas, o fotógrafo Leonardo Ramadinha registra as imagens que chamam sua atenção. Arquiva tudo e, tempos depois, retorna ao material fotografado. A partir de uma seleção minimalista e sensível é que surgem suas inspirações. Foi assim com as 18 obras inéditas que compõem a exposição, com curadoria de Vanda Klabin.

Tramas Arte Contemporânea. Av. Atlântica, 4240, loja 226, Shopping Cassino Atlântico, Copacabana. Segunda a sexta, 11h às 20h. Sábados, das 12h às 18h. Até 15 de maio.

Conexão Estação Natureza

Quem passear pelos corredores do shopping Rio Design Barra nos próximos dias, terá a chance de aprender um pouco mais sobre a natureza. Com o objetivo de aproximar a natureza das pessoas que vivem nos centros urbanos, a Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza inaugura, nesta terça (21), na Praça Central do estabelecimento, a mostra Conexão Estação Natureza. Até 5 de maio. Cliquepara saber mais.

Salve Jorge

A exposição tem curadoria de Raimundo Rodriguez, conhecido por suas obras em torno da figura mítica de São Jorge. Raimundo também tem várias esculturas, instalações, desenhos e pinturas relacionadas ao tema e, por isso mesmo, teve a ideia de reunir vários artistas para essa exposição coletiva.

Sergio Gonçalves Galeria. Rua do Rosário, 38, Centro. Terça a sexta, 11h às 19h; sábados, 11h às 18h. Até 7 de maio.

Fonte: VEJA RIO