carioca nota dez

Tamara Rothstein é a criadora do site Presente Consciente

Engenheira criou um site através do qual as pessoas podem dar presentes em forma de doações

Por: Thaís Meinicke

Tamara Rothstein
Tamara Rothstein (Foto: Felipe Fittipaldi)

Aos 34 anos, a engenheira Tamara Rothstein já atuou como voluntária em diversas instituições dedicadas a causas solidárias. Invariavelmente, ela percebia uma mesma dificuldade: angariar doações para os projetos desenvolvidos. “Ficava sempre pensando em um meio criativo de estimular o engajamento”, lembra. Em 2013, teve um estalo: observando um número crescente de pessoas que, no lugar de presentes de aniversário ou casamento, pediam aos amigos contribuições para alguma iniciativa de cunho social, Tamara imaginou uma plataforma que funcionasse como uma espécie de intermediária. Um ano se passou até que a ideia saísse do papel, na forma do site Presente Consciente. Desenvolvida em parceria com uma amiga, a advogada Ana Clara Schulman, a página ganhou adesões rapidamente: hoje, são 31 entidades de vários lugares do país credenciadas — entre elas, Associação de Assistência à Criança Deficiente, Médicos sem Fronteiras, Doutores da Alegria e Greenpeace.

"Fico feliz em ver que o site tem funcionado como uma corrente do bem"

O engajamento no site funciona de dois modos: por meio de um vale chamado Felicicard (semelhante aos vales-presente comuns em algumas lojas), que o presenteado usa para ajudar qualquer entidade cadastrada; e de festas em que todos os convidados são estimulados pelo anfitrião a doar uma quantia em dinheiro a uma instituição previamente escolhida. No momento, cerca de 150 organizações esperam aprovação para ser integradas ao site. “Esse processo demora um pouco, porque trabalhamos sozinhas e fazemos uma avaliação muito rígida”, explica Tamara. Como recorde desde a criação do site, uma festa de aniversário conseguiu arrecadar 10 000 reais para um instituto dedicado a causas humanitárias. “Nossa ideia é envolver cada vez mais gente. Fico feliz em ver que o site tem funcionado como uma corrente do bem, em que um amigo estimula outro”, diz Tamara.

+ Rafael Luiz Fonseca de Oliveira criou o portal Compartilhe Mais

Fonte: VEJA RIO