Polêmica

Fanfarrão ou criminoso?

Expulso da Austrália, americano que "ensina a pegar mulheres" vem ao Brasil e petição online pede que PF barre sua entrada

Por: Pedro Tinoco - Atualizado em

Julien Blanc
(Foto: Reprodução internet)

Ele é americano, se chama Julien Blanc e é conhecido como um “pick-up artist”, algo como “artista da pegação”, em mau português. Julien faz parte do grupo  Real Social​ Dynamics, formado por "profissionais" que rodam o mundo dando palestras com técnicas no mínimo duvidosas de como arbordar e pegar mulheres.  Pois esse suposto mestre na arte da conquista parece recorrer a métodos que estão mais para a cafajestagem do que para o cortejo – cenas de maus tratos protagonizadas por ele no YouTube provocaram indignação nos últimos dias. 

Neste vídeo, Julian ensina homens a pegarem mulheres em Tóquio e a imagem começa com ele puxando a cabeça da menina na direção de sua calça. Segundo ele, "se você é um homem branco, você pode fazer o que quiser. Apenas agarre ela. Para tirar a pressão, grite "Pikachu!", "Pokemon!" ou "Tamagochi!", algo assim. Ando na rua agarrando a cabeça das meninas, puxando (em direção às partes íntimas) e gritando "Pikachu" com uma camiseta do Pikachu."

Blanc esteve na Austrália na semana passada para transmitir seus supostos conhecimentos em seminários. Esses eventos provocaram revolta na população feminina local, manifestações nas ruas e variadas formas de boicote à sua presença, até que, no último dia 7, o ministro da imigração australiano Scott Morrison anunciou a deportação do americano. No Canadá e no Reino Unido também há pedidos para que ele seja impedido de entrar nos países. 

O Brasil é, até segunda ordem, uma das próximas escalas de Julien Blanc, que tem palestras marcadas em Florianópolis no fim desse mês, e no Rio, em janeiro de 2015. Já há um abaixo-assinado virtual pedindo à Polícia Federal para barrar a entrada do sujeito no Brasil. E aí, meninas, o que vocês acham disso? 

Fonte: VEJA RIO