EXPOSIÇÕES

Richard Serra

Artista americano expõe 38 trabalhos nas paredes do Instituto Moreira Salles

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

AVALIAÇÃO ✪✪✪✪

Selmy Yassuda
(Foto: Redação Veja rio)

Antes de se notabilizar por suas esculturas de grande porte, o americano já se dedicava à ilustração. De certa forma, portanto, a individual Desenhos na Casa da Gávea, em cartaz no Instituto Moreira Salles, é uma volta às origens de um dos nomes mais destacados da arte contemporânea. Os 38 imponentes trabalhos distribuídos pelas paredes foram escolhidos pelo próprio artista, que esteve no imóvel antes de definir a seleção e voltou para acompanhar a montagem da mostra. Mesmo para quem é frequentador do lugar, uma nova visita se revelará uma surpresa: para instalar suas criações na mansão em que morou o embaixador Walther Moreira Salles (1912-2001), Serra solicitou a remoção das paredes falsas construídas sobre superfícies envidraçadas. A luz natural valoriza lindamente os desenhos abstratos, revelando o volume do material usado sobre o papel. Sulcos, reentrâncias e ranhuras, perceptíveis apenas in loco, traem a aparente simplicidade das obras ? cuja disposição sugere um diálogo com a arquitetura local. Chama atenção a imponência de Double Rift #4 (2011) e de Double Rift #6 (2013), além da intrigante translucidez das doze peças da série Courtauld Transparency, sobre folhas de acetato. Esboços em cadernos de anotações, apresentados na antiga biblioteca da casa, completam o acervo.

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. → Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça a sexta, às 17h. Até 28 de setembro.

Arquitetura: a intervenção do artista resgata o projeto original da casa, criado por Olavo Redig Campos em 1948, que permitia a interação dos interiores com os jardins assinados por Burle Marx

Fonte: VEJA RIO