CRIANÇAS

Teia de fantasias

Adaptação do livro de Roger Mello, João por um Fio ganha temporada com entrada grátis

Por: Louise Peres - Atualizado em

Emaranhados de medos, sonhos e pensamentos soltos preenchem as noites de um menino solitário. Ele vive cercado de fios ? tecidos pela mãe rendeira, entrelaçados na rede de pesca do pai e até na colcha que o cobre na hora de dormir. A partir de sábado (21), Ricardo Schöpke vai dar vida a esse garoto no monólogo João por um Fio. A peça é uma adaptação do livro do autor e ilustrador Roger Mello indicado ao Hans Christian Andersen, o mais importante prêmio da literatura infantojuvenil.Schöpke interpreta o protagonista e outros onze personagens, criaturas inventadas por João. "É uma criança que constrói mundos. Tentamos criar em cena uma grande viagem pela maneira como ele pensa durante a noite", conta o ator, também diretor da Cia. Boto Vermelho, dedicada ao público infantil há duas décadas.

Sergio Marimba fez um cenário em vários níveis. Sobre a cama do menino, em forma de cubo gigante de 5 metros de altura, fica uma cama elástica. Acima dela, uma trama de fios entrecruzados serve de suporte para a projeção de vídeos. Em um espaço mais alto estão trapézios. Ricardo Silva, o primeiro artista brasileiro a se apresentar no Cirque du Soleil, divide com Bruna Saboya a preparação circense. Outro detalhe curioso é a instalação, realizada com oito caixas de som, montada por Daniel Belquer: dali vem a trilha sonora, criada de acordo com o andamento do espetáculo e as reações da plateia.

João por um Fio (55min). Livre. Teatro II do Centro Cultural Banco do Brasil (155 lugares). Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. Sábado e domingo, 16h. Grátis. A partir de sábado (21). Até 10 de julho.

Fonte: VEJA RIO