CLÁSSICO MODERNINHO

Tecnologia embala musical Cinderella, na Barra

Recheada de truques circenses, como números de levitação e ilusionismo, a montagem reestreia sábado (17), no Teatro Bradesco

Por: Lais Botelho - Atualizado em

Cinderella
Cinderella: montagem com toques tecnológicos (Foto: Bianca Tatamiya/Divulgação)

Dois meses depois de abrigar uma encenação com toques tecnológicos do clássico infantil Branca de Neve e os Sete Anões, o Teatro Bradesco repete a receita. Desta vez, a atração é Cinderella, musical inspirado no conto do escritor francês Charles Perrault, de 1697, por sua vez baseado no texto popular italiano La Gatta Cenerentola (A Gata Borralheira). Bastante conhecida do público infantil, a história, que virou filme dos estúdios Disney em 1950, será encenada de um jeito diferente a partir deste sábado (17). Recheada de truques circenses, como números de levitação e ilusionismo, a montagem ainda conta com os efeitos sensoriais da tecnologia 4D, telões de led e iluminação rebuscada. As apresentações têm diálogos e músicas cantadas em português e ganham direção-geral do tarimbado criador de musicais Billy Bond (100min). Reestreia prevista para este sábado (17).

Teatro Bradesco (1 000 lugares). Avenida das Américas, 3900, Barra (VillageMall), ☎ 3252-2750. Sábado, 16h e 19h; domingo, 16h30. R$ 40,00 (frisa) a R$ 175,00 (plateia baixa). Bilheteria: a partir das 13h (sáb. e dom.). Até 1º de fevereiro.

Fonte: VEJA RIO