CRIANÇAS

Um mistério de vida longa

Sucesso de Andrew Lloyd Webber na Broadway inspira o musical O Fantasma da Máscara

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

Gabriel Boieras / Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Publicado originalmente em capítulos entre 1909 e 1910, o romance O Fantasma da Ópera, do francês Gaston Leroux, foi transposto um sem-número de vezes para o cinema, a televisão e o teatro - uma das versões mais bem-sucedidas foi o musical de Andrew Lloyd Webber. Montagem para crianças, O Fantasma da Máscara estreou em abril em São Paulo e, depois de elogiada temporada por lá, ocupa o Teatro das Artes a partir de sábado (13).

Na história criada pelo autor mineiro Victor Louis Stutz, a cantora Belinha (Lissah Martins, protagonista de musicais da Broadway montados no Brasil, como A Bela e a Fera e Miss Saigon) ganha de aniversário uma gaiola e um livro com partituras que pertenceram a um misterioso maestro. O presente, no entanto, é alvo do interesse do malvado personagem do título (Beto Marden), e ele acaba sequestrando a jovem.

Visualmente rica, a peça conta com figurinos extravagantes inspirados nos filmes do diretor Tim Burton, além de cenografia que se vale de recursos de projeção. Mais conhecida por seu trabalho como atriz (está atualmente na novela Insensato Coração e viveu a bruxa Morgana no filme Castelo Rá-Tim-Bum), Rosi Campos assume a direção do espetáculo, todo costurado por trilha sonora de Charles Dalla e Walter Junior, com os atores soltando a voz ao vivo. ?Privilegiamos o lado musical, todos no elenco são cantores também?, diz Rosi.

O Fantasma da Máscara (70min). Livre. Teatro das Artes (457 lugares). Rua Marquês de São Vicente, 52 (Shopping da Gávea), Gávea, 2540-6004. Sábado e domingo, 17h. R$ 50,00. Bilheteria: 15h/20h (ter. a dom.). Cc: M. Cd: R. IC. Estac. (R$ 6,00 por duas horas). Até 25 de setembro. Estreia prometida para sábado (13).

Fonte: VEJA RIO